Translate - Google tradutor!!!

RADIO - AO VIVO

Rádio Jovem Pan Florianópolis
101,7 MHz - AO VIVO

Carregando o player...

https://plus.google.com/u/0/dashboard

Pesquise aqui: Blog e Links + Web

quinta-feira, 30 de agosto de 2018

LNBF AP30 PLL BANDA C MONOPONTO 4.5 ~ 4.8 Ghz - BRASILSAT


Compra no E-shop Satelite:  






Para um receptor, chaveamento: efetuada através da alteração da tensão que o alimenta, sendo...
14 Volts para canais Verticais;
18 Volts para canais Horizontais.

LNBF C ap30 PLL - Amplificador de Baixo Ruído com conversor em Bloco e Alimentador
MODELO: 61213  LNBF Banda C apêndice 30
Uma porta
OSCILADOR COM PLL
Exclusivo design de RF da
Brasilsat, otimizado para apêndice 30

Transponder da Banda C Apêndice  - Satélites no Brasil com a Banda C alta 4,5 a 4,8 Ghz:
Satélites já com frequência 4.5 a 4.8 Ghz
SES 6
AMAZONAS
EUTELSAT 65.1

*** IMPORTANTE: SE FOR USAR ESTE LNBF NO SES 6 40,5W, compre uma
e enviaremos já na medida deste LNBF. (diferente dos tradicionais Banda C).


DADOS TÉCNICOS:

Entrada de RF

Freqüência de Operação

4500 ~ 4800 Mhz

Saída de RF (FI)

Freqüência de Saída 950 ~ 1250 MHz

Perda de retorno 10,0 dB (mín.)

Polarização Cruzada -25 dB (máx.)

Impedância 75 Ω

Conector de Saída Tipo F Fêmea

Oscilador Local

Freqüência do Oscilador Local 5,750 GHz

Estabilidade de Freqüência

± 0,057 MHz @ 25ºC

± 0,171 MHz @ -30 ~ +60ºC

Ruído de Fase

-73 dBc/Hz @ 1 kHz

-83 dBc/Hz @ 10 kHz

-93 dBc/Hz @ 100 kHz

Desempenho de Conversão

Ganho de Conversão 58 ~ 68 dB

Planicidade de ganho

±0,5 dB/27 MHz

±0,6 dB/36 MHz

±3,0 dB/banda

Ponto de Compressão 1 dB 0 dBm

Temperatura de Ruído 35 K

Espúrios na banda - 70 dBm (máx.)

Rejeição de Imagem 40 dB (mín.)

Requerimentos de Energia

Controle de Polarização

11,5 ~ 14,0 V (Pol. Vertical)

16,0 ~ 20,0 V (Pol. Horizontal)

Corrente de Trabalho < 130mA

Características Mecânicas

Altura 180 mm

Largura 160 mm

Peso 300 g

Tipo de Refletor Focal point f/D = 0,3 ~ 0,4

Temperatura ambiente

Armazenagem - 55° a + 80° C

Operacional - 30° a + 60° C

CARACTERÍSTICAS

 Banda C apêndice 30

 Polarização selecionável por tensão 13/18 Vcc

 Corneta design Brasilsat com alta eficiência em toda a banda

 Exclusivo design de RF, desenvolvido pelos especialistas em projetos de produtos

profissionais da Brasilsat

Embalagem:

1 LNBF Banda C 4.5 ~ 4.8 Ghz

1 Disco refletor.



Olá Satentusiastas! Quem tiver alguma dúvida poderá postar uma mensagem aqui. "Postar um comentário" Obrigado. Francisco Crispim

sábado, 21 de outubro de 2017

Coloquei um booster/amplificador e a imagem ficou pior. Por quê?


Neste post vamos explicar quando não usar o booster e os motivos que podem ter levado a imagem da sua TV a piorar após a instalação do booster ou amplificador.
Pode ser no analógico ou no sinal digital, se a antena não tem um bom ganho ou se o sinal recebido é muito baixo no local, temos que usar um booster, porém, muitas pessoas compram um equipamento desses e na verdade o sinal piora. Vamos a alguns casos mais comuns:
1 – Booster de qualidade ruim: Com a facilidade de importação, muitos equipamentos ruins estão à venda no mercado, leia nosso post sobre booster para saber qual comprar. Uma dica importante é verificar se a placa está envolvida por uma parte metálica, que vai protegê-lo contra os sinais não provenientes da antena.
2 – Usando booster em locais onde há sinal forte: Com sinal fraco, o booster é um equipamento que amplifica bastante o sinal recebido pela antena, mas ele deve ser usado aonde todos os canais chegam com sinal fraco. Em alguns locais, somente usando a antena temos canais que chegam com bastante sinal na TV e outros com sinal fraco, pode ser por que a transmissão deste canal seja fraca ou por estar sendo transmitido de outro local.
Quando isso acontece, se o usuário colocar um bootser muito forte, por exemplo, o de 40 dB, o sinal do canal que já chega forte somente com a antena. Vai ficar muito mais forte com o booster e assim vai ocorrer uma situação que tecnicamente é chamada de saturação de sinal, ou seja, sinal muito além do necessário para o funcionamento do booster e muito além do necessário para que se obtenha uma boa imagem na TV.
Nestes casos, uma tentativa é usar o booster de 26 dB para que o sinal forte não sature e para que o sinal fraco melhore um pouco.
3 – Usar booster de VHF sem cortar o FM na antena: Dentro do VHF temos os canais VHF baixos (2 até 6) e os VHF altos (7 até 13), acontece que no meio desses canais estão as frequências para rádio FM.
Todas as antenas projetadas para receber VHF recebem também FM. Como em quase 100% dos locais temos transmissoras de FM local, o sinal chega muito forte nas antenas, nossa TV não recebe esse sinal de FM, porém, quando instalamos um booster para VHF, o sinal de FM capturado pela antena entra no nosso booster ocorrendo a mesma situação do caso acima, saturando nosso equipamento.
O componente eletrônico que faz a amplificação do sinal na maioria dos booster é um transistor chamado BFR. Ao ser injetado um sinal muito forte neste componente, ele entra em saturação e perde todas as suas características de amplificação, distorcendo todas as frequências e resultando na piora ou na ausência total de sinal que pode ser transformado em som e imagem por sua TV.
Podemos resolver este problema instalando um filtro corta FM entre a antena VHF e o booster. Este filtro corta FM é bem barato e pode ser encontrado com facilidade nas lojas especializadas.
Um resumo básico sobre esse post para não ter problemas ao usar o booster:
– Compre um equipamento de qualidade;
– Só use amplificadores quando for realmente necessário, ou seja, quando todos os canais estiverem com chuvisco;
– Sempre que instalar um booster VHF deve ser instalado um filtro corta FM entre a antena de VHF e o booster.

Fonte: http://www.melhorantena.com.br/coloquei-um-boosteramplificador-e-imagem-ficou-pior-por-que/

Olá Satentusiastas! Quem tiver alguma dúvida poderá postar uma mensagem aqui. "Postar um comentário" Obrigado. Francisco Crispim

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

AMPLIFICADOR DE LINHA

Amplificar o sinal de satélite, quando instalar um Amplificador?


Existem no mercado alguns tipos de amplificador de sinal do satélite mas o tipo que domina o mercado é o amplificador de sinal de 20 dB.

Este amplificador é o mais vendido e é comumente usado de forma errada pelos compradores, que julgam que o amplificador de sinal de 20dB tem uma característica a qual ele não tem capacidade.

Por isto vamos falar para vocês qual é a recomendação das operadoras para se usar este tipo de amplificador, lembrando que deve ser usado cabo coaxial de excelente qualidade na instalação para que o amplificador de sinal tenha efeito no conjunto instalado.

Um amplificador de sinal de satélite de boa qualidade deve ser usado somente em instalações em que o cabo coaxial tenha alcançado um tamanho maior que 35 metros, é imprecindível que entre o LNB e receptor o cabo não tenha sido partido.

Nestes casos o amplificador de sinal poderá ser capaz de recuperar a perda de sinal que ocorreu entre o LNB e o receptor pelo tamanho excessivo do cabo coaxial.

Nunca se deve usar amplificador de sinal em cabos coaxiais menores que 30 metros, nestes casos é grande a chance de que o amplificador piore a qualidade do sinal ao invés de melhorar.

O ampliificador de sinal é capaz de recuperar até 20dB de ganho de sinal que está correndo no cabo coaxial, ele não é capaz de amplificar o sinal que chega na antena parabólica, ou seja, se a antena recebe 25dB de ganho de sinal com o amplificador este sinal não passara a ser de 45dB, ele continuará sendo de 25dB o mais próximo possível da antena e com a perda durante o trajeto no cabo pode ser que, sem o amplificador, ele chegue no receptor com 5dB ou menos, e colocando o amplificador ele pode se recuperar novamenta para até 25dB chegando ao receptor.


É necessário usar um amplificador para cada receptor de satélite, para melhorar o resultado o amplificador deve ser instalado na metade exata do cabo, ou seja, se o cabo mede 60 metros, o amplificador de sinal da antena parabólica com 20dB de ganho ficará na metade do cabo, ou em 20 metros, dividindo o cabo ao meio.

O padrão de cabos coaxiais para uso com amplificador aprovado por normas internacionais são o WF100 e o PF100.

Cabos RG6 e WF65 não são recomendados para instalações maiores que 25 metros por a perda de sinal nestes casos é grande. Se o ampliificador de sinal for instalado em um local onde sofra a ação do tempo, chuvas, sol direto nele, deve ser usada uma fita para selar a conexão dos cabos com o amplificador.



Olá Satentusiastas! Quem tiver alguma dúvida poderá postar uma mensagem aqui. "Postar um comentário" Obrigado. Francisco Crispim

sábado, 4 de junho de 2016

CAPA PARA LNBF BANDA KU- ESHOPSATELITE



Olá Satentusiastas!Quem tiver alguma dúvida poderá postar uma mensagem aqui."Postar um comentário"Obrigado.Francisco Crispim
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...