Translate - Google tradutor!!!

RADIO - AO VIVO

Rádio Jovem Pan Florianópolis
101,7 MHz - AO VIVO

Carregando o player...

https://plus.google.com/u/0/dashboard

Pesquise aqui: Blog e Links + Web

terça-feira, 4 de outubro de 2011

TV Digital no Brasil

História do SBTVD


LIGAÇÃO GERAL:  http://www.dtv.org.br/


Cronograma resumido do desligamento da Tv analógica no Brasil.

Data Municípios

15/02/2016 Rio Verde / GO
26/10/2016 Brasília / DF, Águas Lindas de Goiás / GO, Cidade Ocidental / GO, Cristalina / GO, Formosa / GO, Luziânia / GO, Novo Gama / GO, Planaltina / GO, Santo Antônio do Descoberto / GO, Valparaíso de Goiás / GO
29/03/2017 São Paulo / SP
31/05/2017 Goiânia / GO
26/07/2017 Belo Horizonte / MG, Fortaleza / CE, Juazeiro do Norte / CE, Sobral / CE, Recife / PE, Salvador / BA
27/09/2017 Campinas / SP, Franca / SP, Ribeirão Preto / SP, Santos / SP, Vale do Paraíba / SP
25/10/2017 Rio de Janeiro / RJ, Vitória / ES
31/01/2018 Curitiba / PR, Florianópolis / SC, Porto Alegre / RS
28/03/2018 Bauru / SP, Presidente Prudente / SP, São José do Rio Preto / SP, São Luís / MA
30/05/2018 Belém / PA, João Pessoa / PB, Maceió / AL, Manaus / AM, Teresina / PI, Aracaju / SE, Natal / RN
28/11/2018 Boa Vista / RR, Campo Grande / MS, Cuiabá / MT, Macapá / AP, Palmas / TO, Paraná (Oeste do Estado), Porto Velho / RO, Rio Branco / AC, Rio de Janeiro (interior) , Rio Grande do Sul (Sul do Estado), São Paulo (interior)

2018/05/12 Blumenau / SC, Jaraguá do Sul / SC, Joinville / SC, Campina Grande / PB, Dourados / MS, Caruaru / PE, Petrolina / PE, Rondonópolis / MT, Feira de Santana / BA, Vitória da Conquista / BA, Governador Valadares / MG, Juiz de Fora / MG, Uberaba / MG, Uberlândia / MG, Imperatriz / MA, Marabá / PA, Mossoró / RN, Parnaíba / PI, Santa Maria/RS  

O Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD) de base foi Desenvolvido com qualquer Sistema Japonês Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial (ISDB-T) e tecnicamente Conhecido como ISDB-TB, Uma oferece série de Diferenciais em Relação AOS Sistemas de TV atualmente digitais em FUNCIONAMENTO no Mundo. ESSES Diferenciais estao justamente no "casamento" entre uma base de Técnica de Transmissão do Sistema Japonês com OS Padrões de compressão digital de áudio e de Vídeo introduzidos pelo Brasil, Que São Mais Modernos e Eficientes fazer that OS adotados POR página Outros Padrões.  


ASSIM, O Sistema adotado no Brasil E o ISDB-TB, also denominado SBTVD. Na Versão Brasileira were acrescentadas Tecnologias desenvolvidas Pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Essa especificidade do Sistema Brasileiro POSSIBILITA a Transmissão de Conteúdo de altissima Qualidade, tanto em TERMOS de Imagem Como de som, permitindo Ao MESMO ritmo de Recepção Móvel e portátil dos Sinais de TV digital. Para oferecer ESSES Diferenciais, o SBTVD adotou o Padrão MPEG-4, also Conhecido como H.264, parágrafo codificação de vídeo, EO HE-AAC v2 PARA O áudio. Mais detalhes encontrados PODEM SER NA norma 15602 Técnica (ABNT NBR 15602, contraditório 1, 2 e 3), nenhum site do Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD):  www.forumsbtvd.org.br .
Página Outros Importantes Diferenciais fazer SBTVD São uma interatividade Mobilidade ea. No Caso da Mobilidade E Possível Percebe-la na Prática, Uma Vez Que Já estao à disposição do Consumidor brasileiro Diversos Dispositivos Móveis POR Meio dos Quais SE PODE Assistir à TV digital, Celulares Como, mini-televisores e Receptores USB Pará micros.
São MUITAS como Possibilidades de interatividade e varias Empresas estao Trabalhando no Desenvolvimento de Aplicações Que Vao possibilità-las. Usuários OS EM BREVE, utilizando o Controle Remoto, poderão responder a testes, Obter INFORMAÇÕES Sobre Programas, comprar Produtos anunciados, Participar de enquetes e Realizar Operações Bancárias etc.
Além Disso, a Adoção de Uma plataforma nacional de middleware de código Aberto, Como o Ginga, POSSIBILITA um Geração de EMPREGOS com mao de obra qualificada, incentivo à Pesquisa e Desenvolvimento, Fortalecendo e expandindo o Mercado de software e Conteúdo Interativo no Brasil, mercado Esse de alto Conteúdo Tecnológico e de alto valor agregado.
Início
Em 1999, a Anatel, com o Estabelecimento de termo de Cooperação Técnica com o CPqD, deu Início Ao Processo de avaliação Técnica e Econômica para a Tomada de decisão Quanto Ao Padrão de Transmissão digital de um Aplicado Ser no Brasil AO Serviço de Radiodifusão de Sons e Imagens. A ESCOLHA fazer CPqD Pará um Prestação Desses Serviços considerou NÃO Apenas o histórico de prestados SERVIÇOS À Agência e As Empresas Operadoras da Antiga Telebrás, más o Elevado Dominio Técnico das Tecnologias de compressão digitais de filhos e imagens.
Em 27 de novembro de 2003 foi fundado o Comitê do SBTVD, Responsável Pelos Estudos that definiriam o Padrão de um Ser adotado no país. Apos Estudos conduzidos juntamente com Universidades e Emissoras de Televisão, o Sistema foi apresentado no dia 13 de novembro de 2005 Pelo Ministério das Comunicações.
A CONCLUSÃO um that se Chegou foi that O melhor Sistema de digitais Pará TV o Brasil seria o ISDB-T, Desenvolvido cabelo Japão. ASSIM, em junho de 2006 o Governo brasileiro anunciou a ESCOLHA que ISDB-T de base Como para o Desenvolvimento do SBTVD.
O Padrão ISDB-T E Utilizado atualmente NAS áreas Metropolitanas do Japão. O MESMO foi defendido publicamente MUITAS vezes cabelo Ministério das Comunicações e Pelas empresas de Comunicação brasileiras. Essa Preferência era justificada Pela CAPACIDADE do Sistema atender a Equipamentos Portáteis, permitindo that O Público assista TV, Por Exemplo, em Celulares, mini-televisores e Outros Dispositivos Móveis.
Essa CAPACIDADE foi hum dos Pontos decisivos parágrafo a ESCOLHA do Sistema Que, seguindo o Desejo do Governo brasileiro, also Deveria proporcionar Alta Definição e interatividade parágrafo Terminais Fixos e Móveis.
Pesquisadores OS brasileiros acrescentaram Uma série de atualizações no ISDB-T, Como um Adoção de Padrões de compressão digital de áudio e de Vídeo Mais Modernos e Eficientes fazer that OS Atuais Sistemas de TV digital em FUNCIONAMENTO no Mundo. Essas Características permitem Ao SBTVD uma Transmissão de Conteúdo de altissima Qualidade parágrafo OS telespectadores, possibilitando Ao MESMO ritmo de Recepção Móvel e portátil dos Sinais de TV digital, nos Mais Diversos Tipos de Dispositivos, Celulares Como, mini-televisores, notebooks etc.
Tudo ISSO SEM custódio PARA O Consumidor, Uma Vez Que o SBTVD e Um Sistema de Televisão Aberto digitais, livre e grátis.
No DVB-T (Digital Video Broadcast Terrestrial), o Padrão Europeu, Por Exemplo, a Transmissão Para Dispositivos Móveis E tarifada Pelas Operadoras de telefonia.
O Início das Transmissões do SBTVD ocorreu no dia 02 de dezembro de 2007, em São Paulo. Para conhecer uma Lista Atualizada de municípios that recebem o Sinal Aberto de Pelo Menos Emissora UMA digitaishere camarilha .


------------------------------------------------------------------------------------------------------------
CIDADES COM COBERTURA DA TV DIGITAL NO BRASIL 

CLIQUE AQUI: HDTV Cobertura de Sinal



O Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD) de base foi Desenvolvido com qualquer Sistema Japonês Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial (ISDB-T) e tecnicamente Conhecido como ISDB-TB, Uma oferece série de Diferenciais em Relação AOS Sistemas de TV atualmente digitais em FUNCIONAMENTO no Mundo. ESSES Diferenciais estao justamente no "casamento" entre uma base de Técnica de Transmissão do Sistema Japonês com OS Padrões de compressão digital de áudio e de Vídeo introduzidos pelo Brasil, Que São Mais Modernos e Eficientes fazer that OS adotados POR página Outros Padrões.
ASSIM, O Sistema adotado no Brasil E o ISDB-TB, also denominado SBTVD. Na Versão Brasileira were acrescentadas Tecnologias desenvolvidas Pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
Essa especificidade do Sistema Brasileiro POSSIBILITA a Transmissão de Conteúdo de altissima Qualidade, tanto em TERMOS de Imagem Como de som, permitindo Ao MESMO ritmo de Recepção Móvel e portátil dos Sinais de TV digital. Para oferecer ESSES Diferenciais, o SBTVD adotou o Padrão MPEG-4, also Conhecido como H.264, parágrafo codificação de vídeo, EO HE-AAC v2 PARA O áudio. Mais detalhes encontrados PODEM SER NA norma 15602 Técnica (ABNT NBR 15602, contraditório 1, 2 e 3), nenhum site do Fórum do Sistema Brasileiro de Televisão Digital Terrestre (SBTVD): www.forumsbtvd.org.br .
Página Outros Importantes Diferenciais fazer SBTVD São uma interatividade Mobilidade ea. No Caso da Mobilidade E Possível Percebe-la na Prática, Uma Vez Que Já estao à disposição do Consumidor brasileiro Diversos Dispositivos Móveis POR Meio dos Quais SE PODE Assistir à TV digital, Celulares Como, mini-televisores e Receptores USB Pará micros.
Em relaçao interatividade à, OS Documentos Sobre o middleware Ginga da TV digital brasileira estao em Processo de Consulta Nacional da ABNT. Para garantir Que o Ginga esteja Livre do Pagamento de royalties, o Fórum SBTVD Assinou hum according com a Sun Microsystems. Enguias desenvolveram ESSA especificação utilizando a Tecnologia Java em código Aberto.
São MUITAS como Possibilidades de interatividade e varias Empresas estao Trabalhando no Desenvolvimento de Aplicações Que Vao possibilità-las. Usuários OS EM BREVE, utilizando o Controle Remoto, poderão responder a testes, Obter INFORMAÇÕES Sobre Programas, comprar Produtos anunciados, Participar de enquetes e Realizar Operações Bancárias etc.
Além Disso, a Adoção de Uma plataforma nacional de middleware de código Aberto, Como o Ginga, POSSIBILITA um Geração de EMPREGOS com mao de obra qualificada, incentivo à Pesquisa e Desenvolvimento, Fortalecendo e expandindo o Mercado de software e Conteúdo Interativo no Brasil, mercado Esse de alto Conteúdo Tecnológico e de alto valor agregado.
Início
Em 1999, a Anatel, com o Estabelecimento de termo de Cooperação Técnica com o CPqD, deu Início Ao Processo de avaliação Técnica e Econômica para a Tomada de decisão Quanto Ao Padrão de Transmissão digital de um Aplicado Ser no Brasil AO Serviço de Radiodifusão de Sons e Imagens. A ESCOLHA fazer CPqD Pará um Prestação Desses Serviços considerou NÃO Apenas o histórico de prestados SERVIÇOS À Agência e As Empresas Operadoras da Antiga Telebrás, más o Elevado Dominio Técnico das Tecnologias de compressão digitais de filhos e imagens.
Em 27 de novembro de 2003 foi fundado o Comitê do SBTVD, Responsável Pelos Estudos that definiriam o Padrão de um Ser adotado no país. Apos Estudos conduzidos juntamente com Universidades e Emissoras de Televisão, o Sistema foi apresentado no dia 13 de novembro de 2005 Pelo Ministério das Comunicações.
A CONCLUSÃO um that se Chegou foi that O melhor Sistema de digitais Pará TV o Brasil seria o ISDB-T, Desenvolvido cabelo Japão. ASSIM, em junho de 2006 o Governo brasileiro anunciou a ESCOLHA que ISDB-T de base Como para o Desenvolvimento do SBTVD.
O Padrão ISDB-T E Utilizado atualmente NAS áreas Metropolitanas do Japão. O MESMO foi defendido publicamente MUITAS vezes cabelo Ministério das Comunicações e Pelas empresas de Comunicação brasileiras. Essa Preferência era justificada Pela CAPACIDADE do Sistema atender a Equipamentos Portáteis, permitindo that O Público assista TV, Por Exemplo, em Celulares, mini-televisores e Outros Dispositivos Móveis.
Essa CAPACIDADE foi hum dos Pontos decisivos parágrafo a ESCOLHA do Sistema Que, seguindo o Desejo do Governo brasileiro, also Deveria proporcionar Alta Definição e interatividade parágrafo Terminais Fixos e Móveis.
Pesquisadores OS brasileiros acrescentaram Uma série de atualizações no ISDB-T, Como um Adoção de Padrões de compressão digital de áudio e de Vídeo Mais Modernos e Eficientes fazer that OS Atuais Sistemas de TV digital em FUNCIONAMENTO no Mundo. Essas Características permitem Ao SBTVD uma Transmissão de Conteúdo de altissima Qualidade parágrafo OS telespectadores, possibilitando Ao MESMO ritmo de Recepção Móvel e portátil dos Sinais de TV digital, nos Mais Diversos Tipos de Dispositivos, Celulares Como, mini-televisores, notebooks etc.
Tudo ISSO SEM custódio PARA O Consumidor, Uma Vez Que o SBTVD e Um Sistema de Televisão Aberto digitais, livre e grátis.
No DVB-T (Digital Video Broadcast Terrestrial), o Padrão Europeu, Por Exemplo, a Transmissão Para Dispositivos Móveis E tarifada Pelas Operadoras de telefonia.
Transmissões
O Início das Transmissões do SBTVD ocorreu no dia 02 de dezembro de 2007, em São Paulo. DEPOIS vieram OUTRAS Cidades. Nesse local MESMO E Possível Consultar o cronograma de Implementação dos Outros municípios here .
prazos OS estipulados no cronograma referem-se Ao Período de inicio e término do Processo de Implantação da Televisão Digital em Diferentes Regiões do Território Nacional.
Esse cronograma, EntreTanto, Não e Tao do Rígido Como foi o Lançamento em São Paulo, há Todas qua como Emissoras de Radiodifusão juntas iniciaram como Transmissões Digitais. Dessa forma, o Início das Transmissões em OUTRAS Cidades ESTA uma carga de Cada UMA das Emissoras.
Outros Países
Brasil, Peru, Argentina, Chile, Venezuela, Equador, Costa Rica, Paraguai, Bolívia, Nicarágua e Uruguai Já anunciaram a Adoção do Padrão Brasileiro de Televisão Digital ISDB-T.
E provável that Outros Países da América Latina adotem o SBTVD, garantindo uma ea Integração facilidade de Suprimento de Peças, Equipamentos e Soluções para o Mercado de TV digital. Para alcançar ESSE Objetivo o Fórum SBTVD EO Governo brasileiro Tem trabalhado em Conjunto, Realizando demonstrações do Sistema em varias Nações do continente.
E Importante ressaltar Que ESSA foi a Primeira vez Que se conseguiu Realizar, no Mundo, um Trabalho de Desenvolvimento e Implementação de hum Sistema de TV digital POR Meio de Parceria Entre Emissoras de TV, Fabricantes de transmissores, de Receptores, a Indústria de software, Universidades, Centros de Pesquisa EO Governo federal.
Informações Técnicas
Modulação e codificação - Apesar da ESCOLHA fazer ISDB-T de base Como Pará modulação, a codificação do vídeo utilizada E H.264 / MPEG-4 AVC, enquanto no Japão se utiliza o MPEG-2.
Especificações Técnicas
Aplicações: EPG, t-gov, t-COM, internet
Middleware: Ginga, Que em breve possibilitará uma interatividade
Compressão: Áudio: MPEG-4 AAC | Vídeo: MPEG-4 AVC = MPEG-4 / H.264 10 =
Transporte: MPEG-2 parágrafo Transmissão terrestre de TV e Protocolo RTP para Internet (IPTV)


Cartilha da TV Digital

A TV analógica persiste económicamente, Socialmente, cientificamente, politicamente, tecnologicamente, comercialmente e QUALQUÉR Outro advérbio Terminado em "mente" sera afetado POR ESSA nova forma de ver TV. A TV analógica persiste desde como Experiências com disco de Nipkov1, considerando POR MUITOS Como o inventor da TV. A Única novidade foi a INTRODUÇÃO das Cores, em 1950 Nos Estados Unidos; não ELAS Brasil chegaram no dia 19 de fevereiro de 1972, com a Transmissão da Festa da Uva diretamente de Caxias do Sul. Eram APENAS 500 televisores Coloridos recebendo uma Transmissão.

O Que É um analógica TV?
Tecnicamente Falando, e de Maneira Simplificada, Podemos Dizer Que uma TV analógica forma a Imagem EO som de Modo contínuo. Por ISSO vemos Hoje Imagens com Contornos borrados (principalmente NAS contraditório Coloridas), chuviscos provocados POR Interferências (Secadores de Cabelo, liquidificadores, Motores de Carros e De Motocicletas de Modelos MAIS Antigos, com Ignição convencional), Fantasmas, Ruídos, distorções de na cor da Pele das Pessoas, dificuldade to read Textos e Números Pequenos e, Além de Tudo, Ouvir hum som pobre, Que as vezes Até VEM em estéreo. Mas when Falamos em TV analógica Estamos nsa referindo SOMENTE à Transmissão, Porque nsa Estúdios, Praticamente Todas como Emissoras Já utilizam o formato digital. O telespectador E passivo (Não Interage com a Mídia) e Pará Assisti-la E Necessário Estar Dentro de Uma sala na hora Que o Programa vai Ao ar.

O Que muda com a TV Digital?
A TV Digital Transforma Cada minúsculo elemento da cena e do Som em hum Número binário Formado SOMENTE POR zeros (0) e uns (1); E um MESMA linguagem Tecnológica dos Computadores. E O Que Ela Traz de diferencial PARA O telespectador?
O Primeiro Grande Impacto E a Alta Definição, Que Aparece na Mídia com como siglas HD (High Definition - Alta Definição) OU HDTV (High Definition Television - Televisão de Alta Definição) em inglês. Alta Definição Significa ver mais detalhes na Imagem, cinemas Como nos, Por Exemplo. A INTRODUÇÃO da HDTV Será, gradual, MAS como Transmissões Já iniciaram no formato Comum digitais com Resolução, conhecida Como SD (definição padrão). O telespectador vai Sentir a Diferença Porque como distorções da analógica TV, citadas ja, desaparecerão, SEJA OU, teremos Uma Imagem Limpa e Som com Qualidade de CD.
Som Surround 5.1
E Um som com SEIS Caixas Acústicas, realce dos túmulos, conhecido na Mídia Como som de Home Theater. Esse som SOMENTE Será, USADO COM HDTV.


Tela sem formato 16: 9
Esse Número E a Relação Entre Largura e Altura da tela. Às vezes E Chamada de "tela de cinema" ou "larga tela". Esse formato permite ver mais áreas das cenas fazer that uma analógica TV, cuja Relação E 4: 3 (Quase quadrada tela). Essa Característica, em Coberturas ESPORTIVAS, Nós da uma sensação de estarmos assistindo o Evento não em locais Que o MESMO ESTÁ acontecendo. Os Analistas técnicos Terao de ter cuidado Mais nsa SEUS Comentários, Porque estaremos com MAIS INFORMAÇÕES na tela3.
Mobilidade e portabilidade
São Características Que Vao Acabar com a Angústia de Chegar rapidinho em casa Há parágrafo NÃO Perder Determinado Programa. O Nosso Sistema de TV digital permite Que OS Programas possam Ser Vistos Dentro de Ônibus, Carros, Barcos, Aviões, EM cadernos, em Celulares telespectadores OS COM em Movimento, nos topos mesa dos Escritórios UO Até com Receptores de bolso.
Multi-Programação
E UMA alternativa Para uma Definição alta, Que permite Assistir a Programas Diferentes nenhum canal MESMO, OU ver o MESMO Programa com Vários Ângulos / Posições Diferentes - muito bom parágrafo Esportes los Geral. Podera Recolher Conflitos em casa: hum Assiste à novela, O Outro Assiste Ao Noticiario, um Terceiro Assiste a Programas esportivos etc. Esse recurso de e configurável ea Emissora podera Diminuir o Número de Canais aumentando a Resolução. Por Exemplo: dois programas com Resolução Maior Que o SD, mas menor that o HD. Para Usar Esse recurso, Precisa ter hum Aparelho parágrafo Cada Programa, comeu Porque o Áudio VEM embutido Nenhum vídeo fazê Programa.
interatividade
Permite Fazer compras Pela TV sem ter that telefone usar, votar EM Pesquisas, Consultar o Guia de Programação das Emissoras, Operações Realizar Bancárias, Acessar à internet, Além de Outros Serviços Que Vao aparecer à Medida Que a TV digital para se Consolidando em Todo o país.

    Glossário da TV Digital

    1-Seg: É uma Tecnologia de Transmissão digitais de TV para APARELHOS Portáteis e Móveis com áudio, vídeo e Dados. Dispositivos OS 1-seg São capazes de decodificar áudio, vídeo e Dados contidas no segmento central. São treze Segmentos não total. Este segmento central, PODE Ser submetido Ao Processo de entrelaçamento de Freqüência - Independente dos Outros 12 Segmentos. Esse tipo de configuracao permite a Criação de hum portátil Serviço (1-segmento), Que consiste do em UMA das Camadas do canal de TV. This Tecnologia POSSIBILITA Que seja transmitido hum Sinal de TV para Dispositivos Móveis MESMO em Movimento, sem Interferências e Perda da Qualidade do Sinal.
    4: 3: Ver "Relação de Aspecto".
    16: 9: Ver "Relação de Aspecto".
    AAC: Um Significa sigla AAC "Advanced Audio Coding", also conhecida Como MPEG-2 Parte 7 OU MPEG-4 Parte 3, Sendo esta ultima a adotada Como Padrão pelo Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD). O AAC e Um formato de Áudio com Alta compressão. He foi projetado Como hum codec (Veja Codec) de Melhor Desempenho em Relação Ao MP3, Sendo Seu sucessor parágrafo codificação de Áudio em taxas de bits Médias um altas. Possui Recursos OS da Spectral Banda Replication (SBR) e Parametric Stereo (PS). QUANDO o SBR E Utilizado, o AAC passa a Ser Chamado de HE-ACC v.1, Onde a sigla HE Significa Alta Eficiência (Alta Eficiência). A FERRAMENTA PS permite that o Áudio estéreo POSSA Ser transmitido com Uma baixa Taxa de bits Sendo Útil Pará como Transmissões sem Serviço 1-seg that possui Uma banda de Transmissão Pequena POR utilizar APENAS UM dos 13 Segmentos.
    Angulo de Visão: Quanto Maior para o Angulo de Visão, Maior a possibilidade de posicionamento laterais Para Assistir Televisão sem Perda de Qualidade. Sendo ASSIM, E Necessário Que Antes de Adquirir hum televisor, o Consumidor avalie o ambiente Onde Sera Instalada de forma a garantir Que o posicionamento dos telespectadores atenda Ao Angulo de Visão proporcionado cabelo televisor.
    Rácio de aspecto: Ver "Relação de Aspecto".
    AVC: Ver H.264.
    Brilho: Quanto Maior o brilho de hum televisor, Maior Sera uma Quantidade de luz emitida e Melhor Será, a Qualidade da Imagem, principalmente em Ambientes com Maior Iluminação. A Quantidade de brilho e Medida POR Meio do Número de candelas (Unidade de Medida de intensidade de luz) POR Quadrado metro.
    Canal de interatividade: É o Mecanismo de Comunicação that fornece Conexão Entre o receptor e hum Servidor Remoto.
    Canal de retorno: possibilità o Tráfego de Informações Entre o telespectador ea Emissora de TV. Essa Comunicação PODE Acontecer POR Diferentes Tecnologias, Exemplo Como POR, a internet, o telefone Fixo OU A Rede de telefonia celular.
    Canal virtual: E a Função that dispensa a necessidade de decorar Novos Números dos Canais Digitais Uma Vez Que Estes Números Serao OS mesmos Já existentes nsa Canais analógicos. Os Números dos Canais, tanto em VHF Quanto em UHF, PODEM variar de according com a Região do país. Sendo ASSIM, uma Função de canal virtual permite that um Numeração dos Canais LOCAIS SEJA informada Ao telespectador de forma automática.
    Codec: (codificador / decodificador) E o acrónimo de codificador / decodificador, Dispositivo de hardware software UO Que codifica / decodifica Sinais analógicos (analógico) em Sinais digitalizados. Ha codecs COM Perdas e codecs Perdas SEM.
    Codecs com Perdas: OS codecs com Perdas São aqueles Que codificam ou SOM Imagem, Gerando Uma Certa Perda de Qualidade com a finalidade de alcançar MAIORES taxas de compressão. Essa Perda de Qualidade e balanceada com uma taxa de compressão para quê NÃO Sejam criados Artefatos perceptíveis. Por Exemplo, se hum instrumento Muito Baixo toca Ao MESMO ritmo that Outro instrumento Mais alto, O Primeiro E suprimido, JA Que dificilmente Sera Ouvido. Nesse Caso, SOMENTE UM Ouvido Bem treinado PODE identificar that o instrumento foi suprimido.
    Perdas Codecs SEM: codecs Os Sem Perdas São aqueles Que codificam ou SOM Imagem Para comprimir o Arquivo sem Change o som e imagem Originais. Se o Arquivo de descomprimido, o novo Arquivo Sera Identico Ao originais. Esse tipo de codec normalmente gera Arquivos codificados Que São Entre Duas a Três vezes Menores Que OS Arquivos Originais. São utilizados MUITO EM rádios e Emissoras de Televisão parágrafo Manter a Qualidade do Som UO da Imagem.
    Compressão: e Um Método Eletrônico parágrafo Redução do Número de pedaços exigidos Para armazenar OU transmitir Dados Dentro de hum Determinado ritmo OU Espaço Definido. A Indústria de Vídeo utiliza Diversos Métodos de compressão, porem o Método adotado pelo Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre E o MPEG-4. Para a compressão de áudio, o Método de compressão adotado E o AAC.
    Conexões multimídia: São como Conexões POR Meio das interfaces de USB, Firewire e Ethernet. São utilizadas de Diversas Formas, Como Por Exemplo: Atualização do conversor, visualização de fotos no televisor, Instalação de Aplicações Interativas via USB, Transferência de Vídeos e imagens via Firewire e Conexão AOS Dispositivos PARA O canal de interatividade atraves da porta Ethernet.
    Conversor Digital ISDB - HD: É TODO conversor ISDB digitais that possui SAÍDA de Sinal em "Alta Definição - HD".
    ISDB Conversor ISDB OU Conversor Digital: É O COMPONENTE that Converte O Sinal Da digitais TV para exibição das Imagens no televisor, conhecido em inglês Como "set-top box". O conversor INCORPORADO PODE Ser vendido separadamente OU Estar (Integrado) Ao televisor. O conversor PODE oferecer Diversos Tipos de Saídas, dentre como Quais: HDMI, Vídeo Componente, S-Video UO Vídeo Composto, Além de Saídas de Áudio analógicas e Digitais.
    Definição: É o nivel de detalhamento that uma Imagem PODE possuir, ESTA e Medida em Número de Linhas Horizontais, padronizada no Sistema ISDB EM 480, 720 e 1080 Linhas.
    Definição do Aparelho de Televisão: É o menor elemento de Imagem (Detalhe Mais fino) Que o televisor OU do monitor de TV foi projetado parágrafo exibir. Resolução E uma Quantidade Desses Elementos NAS Direções e horizontal vertical faz o televisor do monitor e / ou. QUANDO SE Diz Que o televisor E Full HD 1920 x 1080, Significa that ELE PoDE Mostrar 1920 pixels na Direção e horizontal 1080 na vertical, Dando hum de total de 2.073.600 (1920 × 1080) pixels em Toda tela. Caso a Definição do Sinal Recebido diferente SEJA (Maior OU menor) fazer that uma Definição nativa do televisor / monitor de de TV, este Sera ajustado automáticamente parágrafo um SUA Definição nativa (Ver Downconverter / Upconverter). Sem Nosso SBTVD uma Resolução na Direção verticais ESTÁ padronizada em 480, 720 e 1080 Linhas.
    Dolby Digital: e Um formato de compressão de Dados De Audio Que permite armazenar Áudio em Múltiplos Canais Independentes. O Dolby Digital 5.1 E o Mais Comum e definir o Sistema Surround típico, Formado POR cinco Caixas Acústicas, Sendo Uma Caixa Central, das Caixas frontais e Duas Caixas Traseiras, Além do subwoofer.
    Downconvert: QUANDO UM televisor recebe hum Sinal cuja Definição E superiores à sua, o EQUIPAMENTO E ajustado automáticamente, reduzindo um original de Definição do Sinal.
    DTS: Significa "Digital Theater Systems". E Uma Família de Formatos de Áudio em Múltiplos Canais, Isto É, Fontes de filhos Independentes Entre si. O formato permite uma Reprodução de áudio surround e PODE Ser Utilizado EM cinemas UO Aplicações caseiras, DVDs Como, Por Exemplo.
    DVI: Significa "Digital Visual Interface". E Um Padrão de interface de Vídeo de CRIADO Para melhorar a Qualidade dos Dispositivos de Vídeos Digitais, Como monitores LCD e projetores Digitais. Esse Padrão foi CRIADO POR UM consórcio de Indústrias, o Digital Display Working Group (DDWG). Inicialmente o Padrão foi projetado parágrafo Transportar Dados Digitais NÃO comprimidos PARA O video. ELE E parcialmente Compatível com o Padrão High-Definition Multimedia Interface (HDMI) não digitais Modo (DVI-D).
    Entradas RF: A entrada RF E utilizada Para a Conexão da antena, interna externa OU, that permitirá a Recepção do Sinal digitais de TV.
    EPG: É uma funcionalidade Que OS Conversores Digitais e Os televisores Integrados PODEM possuir e Que permite AOS telespectadores a visualização das INFORMAÇÕES Sobre os Programas Nos Canais de TV digital.
    Espectro de Freqüência: É o Intervalo de Todas como Frequências de VHF, UHF e SHF. A SUA Divisão geralmente Acordos Segue Internacionais, that determinam that Tipos de Serviços utilizados Serao em Quais Canais. No Brasil Seu Uso e regulado Pela Anatel.
    Firewire: tambem Conhecido como IEEE 1394, a interface Uma E de série parágrafo Computadores Pessoais e APARELHOS Digitais de áudio e vídeo, Que oferece Comunicação em Alta Velocidade e Serviços de Dados em Tempo real. Uma Utilidade Possível Para este tipo de interface de e uma gravação de Vídeos exibidos na Televisão em hum Computador.
    Formato da Imagem (4: 3 ou 16: 9): ESSES Números representam uma proporção Entre Largura e altura da tela; Toda Transmissão em HDTV Será, sem formato 16: 9, Que É Muito parecido com OS filmes Feitos em películas (analógicos). Ver também "Relação de Aspecto".
    Formatos de compressão de áudio: Os Formatos de compressão de Áudio São na TV Digital: MPEG-4 AAC LC multicanal 5.1 e níveis Inferiores, MPEG-4 HE-AAC estéreo.
    Formatos de compressão de vídeo: O formato de compressão de vídeo Não SBTVD E o H.264, also Conhecido como MPEG-4 Parte 10.
    Freqüência: Como ondas eletromagnéticas transmitem MUITOS Tipos de Sinais, Entre enguias o Sinal de Televisão. Estas ondas se propagam oscilando, ea Freqüência em Que ELAS oscilam E UMA de SUAS principais Características. A Freqüência de e quantificada Pela Unidade Hertz (Hz), Que significa Ciclos por segundo.
    Full-seg: É uma Tecnologia de Transmissão digitais de TV para APARELHOS Fixos com áudio, vídeo e Dados. This Tecnologia POSSIBILITA Que seja transmitido hum Sinal Full HD E Audio com Até SEIS Canais. Neste tipo de Transmissão Será, Possível uma Implementação de Aplicações Interativas de Alta Complexidade. A seg full-E Aplicada AOS Conversores Digitais, also conhecidos Como caixa de classificação set-top, e AOS Receptores de 13 Segmentos Integrados com tela de exibição, mas NÃO Exclusivos um Estes. Este tipo de receptor ê Capaz de Receber e decodificar Sinais de Televisão Digital terrestre de Alta Definição e, a Critério do Fabricante, tambem Receber e decodificar Informações Aplicadas EAo Serviços direcionados EAo Receptores Portáteis, definidos como 1-Seg (Ver 1-Seg).
    Ginga - Veja Aqui.
    H.264: O H.264 e Um Padrão Para compressão de vídeo, also Conhecido como MPEG-4 Parte 10 OU AVC (Advanced Video Coding) e adotado cabelo SBTVD. O Padrão foi Desenvolvido cabelo orgão mundial de Telecomunicações Chamado ITU-T Video Coding Experts Group (VCEG) em Conjunto com a ISO / IEC MPEG, that formaram Uma Parceria conhecida POR Joint Video Team (JVT). A Versão definitiva Deste Padrão foi formalmente denominada de ISO / IEC 14496-10.
    HDMI: Significa "High Definition Multimedia Interface" ou Interface de Multimídia parágrafo Alta Definição. E Um tipo de Conexão that futuramente vai Ser o Padrão parágrafo Reprodução audiovisual, devido a SUA Tecnologia Que permite juntar como INFORMAÇÕES Digitais de Imagem e som parágrafo Serem transmitidas sem Perda de Dados. E a Melhor Solução nenhum Caso de Alta Definição. Já está available in Alguns leitores de DVD e Conversores de Alta Definição e televisores.
    HDTV: Significa "High Definition Television". E Um Sistema de Transmissão televisiva com Uma Resolução de tela significativamente superiores Ao dos Formatos Tradicionais (NTSC, SECAM, PAL). Com Exceção de Formatos analógicos adotados na Europa e no Japão, o HDTV E transmitido digitalmente e POR ISSO SUA Implementação geralmente coincidem com um INTRODUÇÃO da Televisão Digital. Apesar de Vários Padrões de Televisão de Alta Definição Terem SIDO propostos UO implementados, Padrões OS HDTV Atuais São definidos cabelo ITU-R BT.709 1080i Como (entrelaçado), 1080p (progressivo), utilizando Uma proporção de tela de 16: 9. O termo "alta Definição" PODE se referir à Própria especificação da Resolução UO Mais genericamente Ao Meio (UO Mídia) Capaz de tal Definição, Como Filme fotográfico UO o PRÓPRIO Aparelho de Televisão.
    IEEE 1394: ver FireWire.
    Entrelaçado Scan (i) (Imagem Entrelaçada): Embora como Imagens Que vemos Nos televisores aparentem Estar Preenchimento do Toda a Uma Só vez tela de, ESTAS São formadas EM Linhas. A Imagem e Chamada de entrelaçada Porque São exibidas primeiramente Todas quanto Linhas impares, Como 1,3,5,7 etc, e, SOMENTE apos o preenchimento de Toda uma tela com essas Linhas, E Que É iniciada uma Reprodução das Linhas pares, 2 , 4,6,8 etc. A grande maioria dos televisores de cinescópio Disponíveis sem Mercado utiliza ESTA Tecnologia.
    ISDB-TB (Integrated Services Digital Broadcasting - Terrestrial): É a sigla do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD). Desenvolvido foi nenhum Japão e o Brasil adotou com algumas alterações. (CRIAR UM Link para o texto "Diferenciais do SBTVD").
    caixa de letra: E o Método Que permite apresentar Imagens Widescreen em hum televisor Padrão com Relação de Aspecto 4: 3. Com o intuito de Preservar a Relação de Aspecto inicial do Conteúdo de vídeo, um redefinida Imagem e nenhum televisor sem Que seja inserida nenhuma distorção da Imagem. ASSIM, E Possível Que a Imagem se ajuste horizontalmente Ao monitor. Porem, Uma Vez Que ESTA Imagem não IRA preencher verticalmente Toda a tela, como barras Horizontais São utilizadas Acima e Abaixo da Imagem de forma a preencher o Espaço NÃO preenchido.
    Looptrough: É uma Conexão de SAÍDA de antena Para uma TV.
    Luminância: Uma Medida da intensidade de Uma fonte de luz, also utilizada Como sinónimo de brilho.
    Modem: É UM EQUIPAMENTO Que Tem Como Função OS modulares Sinais Que São transmitidos e demodular OS Sinais Que São recebidos.
    Modulação: E hum Processo de empacotamento da Informação. QUANDO SE Faz Uma Transmissão, o Sinal PODE sofrer Uma série de Interferências e degradações. A PT Responsável Pela "Proteção" modulação do Sinal, de MoDo Que a Informação originalmente transmitida POSSA Ser reconstituída da Maneira Mais fiel Possível.
    MPEG: é Uma Família de Softwares para comprimir Vídeo e áudio. O MPEG-1 E parágrafo CONFERÊNCIA vídeo. O MPEG-2 foi Desenvolvido Pará TV Profissional Padrão em Definição (SD). O MPEG-3 seria USADO parágrafo TV de Alta Definição, mas Como Demorou um Chegar ELE foi Utilizado em áudio, e surgiu o MP-3, that today Já evoluiu parágrafo Números MAIORES.
    QUANDO Veio uma TV Digital com uma Alta Definição surgiu o MPEG-4 Porque havia uma necessidade de Uma compressão Maior. Graças a ELE E Possível um Multiprogramação. O Sistema ISDB-TB EUA o MPEG-4 Para comprimir Vídeo e Áudio nsa Estúdios, Onde OS Programas São produzidos EO MPEG-2 transmiti OS Programas via antenas de UHF. Hoje Já se fala em MPEG-7 e 21. O Último seria Para garantir a Interoperabilidade total. A sequencia dos Números não Desenvolvimento do MPEG estratégicamente foi alterada, pois PODE surgir Alguma Aplicação Inesperada.
    Multi-Programação: É uma possibilidade de o telespectador ter Acesso A MAIS de hum Programa de Televisão nenhum canal MESMO.
    NTSC: Significa "National Television Standards Committee"; E o Sistema Padrão de núcleos Utilizado parágrafo Televisão Nos Estados Unidos.
    OFDM: Significa "Orthogonal Frequency Division Multiplexing". E Um Sistema de modulação Utilizado cabelo SBTVD não Qual o canal de 6 MHz digitais Designado Pará TV E Dividido em milhares de portadoras ortogonais Entre si. Sua principais Vantagem E a robustez Ao Ruído causado POR Interferências de multi-Percurso.
    PAL-M: É o Sistema analógico de Televisão em núcleos Utilizado pelo Brasil. A PAL sigla E uma abreviatura de "Phase Alternate Line". O PAL-M foi a Solução encontrada na Época da Adoção do Sistema de cor para quê, desta forma, como Transmissões em núcleos pudessem Ser recebidas Pelos APARELHOS em preto-e-branco sem a necessidade de Adaptadores, e vice-versa. Atualmente a maioria dos monitores e televisores Faz a detecção automática do tipo de Sistema de Vídeo (PAL UO NTSC).
    caixa de Pilar: São barras Laterais utilizadas Como recurso para quê Imagens com Relação de Aspecto 4: 3 possam Ser exibidas em hum televisor cuja Relação de Aspecto de tela SEJA 16: 9 Widescreen UO. Com o intuito de Preservar a Relação de Aspecto inicial do Conteúdo de vídeo, um redefinida Imagem e nenhum televisor sem Que seja inserida nenhuma distorção da MESMA. ASSIM, E Possível Que a Imagem se ajuste a altura do monitor. Porem, Uma Vez Que ESTA Imagem não IRA preencher horizontalmente Toda a tela, como barras Laterais São utilizadas do Lado Esquerdo e Direito da Imagem de forma a preencher o Espaço preenchido NÃO lateral.
    Pixel: É uma aglutinação de "picture element", "imagem" Sendo Que a Palavra E abreviada parágrafo pix. O pixel de E o menor Ponto em Uma Imagem, possui 3 Pontos de núcleos (Vermelho, verde e azul) e ASSIM consegue reproduzir 256 tonalidades de cores (equivalente a 8 bits), uma Combinação de MUITOS pixels gera Uma Imagem e Quanto Maior a Quantidade de pixels, Mais Definida E a Imagem. O pixel de ESTÁ diretamente Ligado à Definição, Falamos QUANDO 1024 x 768, nada Mais de e fazer that O NUMERO horizontais de pixels em comparação com O NUMERO Deles verticais em Uma Linha perpendicular à altura da Tela.
    Progressive Scan: Em português Significa "imagem progressiva". E Um Sistema de Processamento de Sinal Utilizado POR Alguns televisores OU Geradores de Imagem. Nesse Caso, Ao Contrário fazer Entrelaçado Sistema, Cada Quadro de Imagem e Formado seqüencialmente, Gerando Melhoria considerável na Qualidade subjetiva da Imagem. Grande parte dos APARELHOS de TV de LCD e Plasma Já incorporam ESTA Tecnologia.
    PS: É uma abreviatura de "Parametric Stereo". E UMA Ferramenta da codificação AAC Que permite UMA Redução de nas taxas de bits utilizadas Para a Transmissão fazer Áudio estéreo.
    RCA: Ver Video Composto.
    Receptor: Ver conversor digital.
    Relação de Aspecto: Uma Relação de Aspecto definir um between Relação a apresentada altura da Imagem Largura ea na tela de dos televisores, cinemas, Dispositivos Portáteis e Móveis. A Relação de Aspecto padronizada PARA O Sistema de Televisão analógico brasileiro E de 4: 3, OU SEJA, Quatro unidades na Largura X Três unidades na altura. Essa proporção foi escolhida Durante OS Primeiros ano da Televisão, Quando a maioria dos filmes utilizava este formato. O SBTVD utiliza uma Inovadora proporção 16: 9, also conhecida Como Widescreen. A proporção 4: 3 continua mantida parágrafo exibição de mídias Anteriores.
    Resolução: Ver Definição.
    S / PDIF: Essa Conexão permite o Tráfego do Sinal De Audio dos Conversores Digitais PARA O televisor e "home teatros" de forma digital Preservando SUA Qualidade. A Conexão S / PDIF PODE Ser realizada com a utilização de hum cabo ótico OU coaxial.
    Set-top Box: Ver "Conversor".
    Surround: É UM Conceito Que Tem Como Objetivo trazer hum ambiente Mais realístico de áudio, aumentando a sensação de Imersão do telespectador nenhum ambiente da cena. A Maneira Mais Comum de Implementação que cercam E a utilização de Múltiplos Canais de áudio, Como o 5.1. O áudio surround Sera Mais uma das Possibilidades oferecidas Pela TV digital.
    S-Video: Significa "Separado Video". Esse Sistema oferece Melhor Qualidade (subjetiva na Primeira Geração), de Imagem do that Vídeo Composto. São Tres fios Usados ​​Que percorrem cabelo interior de hum Único cabo: um parágrafo transmitir uma Imagem em preto-e-branco, outro parágrafo transmitir como INFORMAÇÕES de cor e hum Terceiro, Que É o terra. Esse formato de e inferior ao vídeo Componente (Component Video).
    Taxa de bits de: É uma Quantidade de pedaços por segundo transmitida OU recebida Por Um Determinado EQUIPAMENTO. No Mundo digital de uma Informação e transmitida POR Meio de pedaços, portanto Quanto Maior a taxa de bits Melhor a Qualidade de áudio e video.
    Taxa de contraste: Quanto Maior a taxa de contraste de hum televisor, Maior e A CAPACIDADE fazer EQUIPAMENTO de exibir como graduações de cores. A taxa de contraste Determina a Quantidade de graduações existentes fazem branco Ate O preto em Uma Imagem. Quanto Mais contraste figado o televisor, Melhor Sera uma Imagem.
    Televisor "HD Ready": É o televisor that possui SINTONIZADOR analógico, mas E Capaz de reproduzir Imagens com Definição de 720 UO 1080 Horizontais Linhas.
    Televisor Analógico: É TODO televisor that possui hum SINTONIZADOR interno that Permita Receber como Transmissões analógicas, mas NÃO recebe Transmissões Digitais, necessitando, parágrafo ISSO, de hum conversor (set-top box).
    Televisor Digital: É TODO televisor that possui hum SINTONIZADOR interno that Permita Receber como Transmissões Digitais sem necessidade conversor (set-top box) de um. Esse televisor PODE TAMBÉM Receber Transmissões analógicas.
    Televisor HDTV (High Definition TV - Televisão de Alta Definição): São OS televisores capazes de reproduzir Imagens com Definição de 720 UO 1.080 Linhas Horizontais. Os modelos cuja Definição nativa E de 1.080 Linhas, se possuírem uma Função "varredura progressiva", that PODEM exibir Imagens com 1.080 Linhas de Definição horizontal progressiva (1080p), São conhecidos Como Full HD. QUANDO utilizados em Fontes de Sinal 1.080i (Ex: Transmissões em HD) OU 1.080p (Ex: DVD de Alta Definição), Estes televisores PODEM exibir uma Melhor Definição available in Alta Definição.
    Televisor ISDB Integrado (Conversor Integrado digital): Independente de SUA Tecnologia (CRT, Plasma, LCD UO Projeção), E o televisor Que possui o conversor Integrado digital. ISSO Significa Que Estes APARELHOS PODEM Receber Sinais de TV digital no Padrão SBTVD, diretamente da antena, sem a necessidade de hum conversor Para converter o Sinal.
    Televisor SDTV (Standard Definition TV): São OS televisores Que Tem Definição Nativa de 480 Linhas Horizontais. A Maior parte dos televisores PRESENTES nenhuma Mercado PODE reproduzir Sinais com 480 Linhas entrelaçadas (480i). Com a Transmissão digital de uma Qualidade de Imagem Desses televisores Sera um MESMA that when apresentam Conectados um hum DVD. QUANDO possuem uma Função "Progressive Scan" ESSES televisores PODEM reproduzir 480 Linhas Progressivas (480p) Gerando Uma Imagem AINDA MELHOR. O Conceito SDTV TEM Relação com a Qualidade de Imagem e NÃO com o Fato do Produto Ser OU digitais analógico. Um produto SDTV ter PODE UM SINTONIZADOR digital.
    Tensão de Alimentação: A Tensão de Alimentação necessaria PARA O FUNCIONAMENTO Correto fazer televisor Integrado UO não conversor digitais no país e: 100/220 Volts - 60 Hz.
    Transmissão terrestre: Transmitidos POR ondas de radiofreqüência, Sinais OS, analógicos OU Digitais, São transmitidos Pelo ar A Partir de antenas terrestres e necessitam de antenas e Receptores apropriados parágrafo um SUA Recepção.
    TV a cabo: E hum Sistema that Distribui Conteúdo audiovisual Domicílios parágrafo OS via cabos. Normalmente TEM UM Número significativo de Canais disponibilizados. E Um Serviço pago.
    Aberta TV: e Um Sistema Que emite livremente, SEM Encargos e taxas, Sinais de TV com Conteúdo audiovisual, bastando Simplesmente Que OS Usuários tenham hum receptor de TV, com antena adequada, para quê tenham uma Acesso a Conteúdo ESSE.
    TV Analógica - Transmissão (Aberto Sinal): É o Sinal de TV terrestre that varia continuamente no ritmo Para representar como Imagens e Os filhos. E semelhante Ao cinema de película ea FOTOGRAFIA analógica that EUA Filme. Um principal desvantagem da Tecnologia analógica E o Ruído that degrada a Qualidade da Imagem e do Som. (É transmitido de forma analógica). E Comum ocorrer Perda da Qualidade No processo de Transmissão / Recepção, ocasionando Ruídos e Interferências NA recebida Imagem.
    TV de Projeção: Funciona igual a hum Projetor, porem ESSA Imagem e Gerada invertida e e Projetada na parte de Trás da tela do televisor, Assim vemos uma Imagem não Mais invertida do Lado Outro. Nos projetores Uma luz Muito forte passa POR espelhos that filtram ESSA luz em Três núcleos Que se unem e São projetadas parágrafo formarem uma Imagem.
    TV de tubo (CRT): CRT e Um acrónimo parágrafo a Expressão inglesa "Tubo de Raios Catódicos" OU in english "Tubo de Raios catódicos", also Conhecido como Cinescópio. Dentro do Aparelho de TV Existe Esse tubo de Raios catódicos Onde se encontram Duas Placas, Uma positiva e Outra negativa. QUANDO a Tensão Entre essas Duas Placas E MUITO Alta elétrons Gera, e when cessos atingem uma placa positiva a Diferença de Energia gera hum feixe de luz Que atravessa o tubo e pára na parte de Trás do Vidro da Televisão, Formando a Imagem.
    TV Interativa: A Televisão Interativa E UMA forma de Televisão Onde a Participação do Usuário PODE afetar diretamente o Conteúdo that Já se Encontra Disponível OU Sera transmitido.
    TV ISDB Digital - Transmissão (Aberto Sinal): É o Sinal de TV terrestre transmitido de forma digital. O grande Benefício Deste Sistema E Que Não Há Perda da Qualidade No processo de Transmissão. A Imagem EO Áudio permanecem 100% com a Qualidade fazer originais Sinal, eliminando OS Ruídos e como Interferencias característicos do Sistema analógico.
    TV LCD (Liquid Crystal Display): Uma gera TV de LCD IMAGENS POR Meio de hum feixe de luz Que passa POR Pequenas Células Que Contém hum cristal Líquido Que São controlados Por uma corrente Elétrica e ASSIM geram As Três núcleos de luz Básicas (Vermelho, verde e azul) Para Formar como Imagens.
    Móvel TV: Permite a Captação de dos Sinais de TV EM Dispositivos (Como Celulares e mini-televisores) em Movimento. Dentro de Ônibus, de Trens, de carros, de barcos, Por Exemplo.
    TV de Plasma: No Painel de plasma encontramos pequeninas Células Que Contém Uma Mistura de olhares, QUANDO Uma corrente Elétrica passa POR essas Células excita o gás that passa PARA O estado de plasma e gera luz.
    portátil TV: Permite a Recepção em Equipamentos Portáteis em QUALQUÉR Localidade, utilizando-se de Celulares, televisores de Mão OU Computadores equipados com receptor de TV. E Possível Receber OS Sinais de TV Nestes APARELHOS estando parado UO em Movimento.
    TV via Satélite: Com o Avanço da Tecnologia foi Possível Receber o Sinal diretamente via satélite nsa Domicílios. Um satélite recebe uma Transmissão de Outros Satélites Ou de Uma terrestre central, ESSE satélite parágrafo retransmite como casas Que Tem de possuir Uma antena Específica e DEVE Ser apontada PARA O satélite.
    UHF: Significa "Ultra High Frequency", OU in english "Freqüência Ultra Alta". Designa a Faixa de Frequências Que vai de 300 MHz comemos 3 GHz.
    Upconvert: QUANDO UM televisor recebe hum Sinal cuja Definição de e inferior A SUA Definição nativa, este E automáticamente ajustado parágrafo a Definição nativa. Por Exemplo: se o Sinal de figado 480 Linhas de eo figado TV Definição nativa de 1.080 Linhas, este acrescentará Linhas intermediárias e exibirá 1.080 Linhas.
    VHF: Significa "Very High Frequency", OU in english "Freqüência Muito Alta". Designa a Faixa de Frequências Que vai de 30 MHz Até 300 MHz.
    Vídeo Componente: Para Transmissões de Imagem (Brilho e núcleos) E Necessário Que INFORMAÇÕES Sobre cessos Atributos cheguem Ao Aparelho em Que vai ocorrer uma Reprodução. Para ISSO TEMOS em MUITOS Casos varias opções, o Vídeo Componente E Mais uma dessas opções Onde São Usados ​​Três Conectores, chamados Y (verde conector), Pb (OU Cb OU AINDA POR, conector azul) e Pr (OU RY Cr OU AINDA, Vermelho conector). Nenhum Conector transmitidas Y São como INFORMAÇÕES de Vídeo (Imagem preto-e-branco - Brilho) enquanto nsa Outros Dois Conectores São transmitidas como INFORMAÇÕES de cor. ASSIM E reproduzida Uma Imagem superior como Que se conseguiria usando OUTRAS Conexões Como S-Video e Vídeo Composto (RCA composite).
    Composto Vídeo: Composite Composto OU, Padrão Nesse, o Sinal de Vídeo E transmitido em APENAS UM FIO, misturando INFORMAÇÕES de Imagem (brilho e cor) e cor sem Sinal MESMO. E POR ESSE Motivo Que o Padrão TEM Qualidade ruim de Imagem parágrafo Transmissões de Vídeo usando cabo; e Um dos Tipos Mais populares de Conexão de VÍDEO E utiliza conector RCA ( "Radio Corporation of America"), Empresa Que introduziu Esse tipo de conector no Mercado em meados dos Anos 40; A Informação percorre Por um Fio interno, DEPOIS VEM blindagem e em SEGUIDA o Isolamento de Borracha.
    Vídeo RGB: O Modelo de núcleos RGB e Um Modelo aditivo não Qual o Vermelho, o Verde de eo azul (Usados ​​em modelos Aditivos de Luzes) São Combinados de varias Maneiras Para reproduzir OUTRAS núcleos. O Nome do modelo ea abreviação RGB VEM das Três núcleos Primárias: Vermelho, verde e azul (vermelho, e verde azul), É Só foi Possível devido ao Desenvolvimento Tecnológico de Tubos de Raios catódicos - COM OS Quais o visor foi Possível Fazer de núcleos Ao inves de monocromática uma fosforescencia (incluíndo uma escala de cinza), Como não há Filme Preto e Branco e NAS IMAGENS de Televisão antigaz.
    Vídeo Y, Pb, Pr: Disponíveis no Mercado, Os cabos e Conexões HDTV Componente São also conhecidos Pela sigla Y / Pb / Pr. This identificação E Referente AOS Sinais BY (Pb) e RY (Pr) Que Neles São trafegados individualmente em Cada cabo. A Combinação dos Três Sinais (Y / Pb / Pr) provar Toda Informação necessaria Pará uma Correta Formação da Imagem. Nos Equipamentos de Vídeo existentes no Mercado, sos Três Sinais Componentes referem-se a: luminância (Y) - parágrafo brilho, e Os Dois Sinais de crominância (Pb - Azul) e (Pr - Vermelho) - parágrafo cor. O verde, that NÃO Aparece E RECUPERADO eletronicamente Dentro do televisor.
    Widescreen: Ver Relação de Aspecto.


    Como Assistir à TV Digital

    A EA Antena Coletiva TV Digital

    A Recepção da TV Aberta Analógica, de Recepção gratuito incluído, sofrerá alterações substanciais. O Maior Problema da Recepção de TV Aberta Digital NÃO eStara não se uso de antenas Internas UO externas. Estas Terao facilidade de recebimento do Sinal cabelo PRÓPRIO Sistema de modulação COFDM, that permitirá Uma Maior penetração e Maior robustez do Sinal. Mas, continua Sendo Preciso saber Escolher uma antena Mais adequada parágrafo Cada Caso. Como Emissoras transmitem Pará Cidade UMA, A Partir de SUAS torres INSTALADAS e LOCAIS altos. Imagine-O Caminho Que o Sinal Faz Até Chegar a antena de Recepção de SUA Residência. ELE passa POR MUITOS Obstáculos, refletem em superficies metálicas, massas de concreto, recebe Interferências de Motores, de Sistemas Elétricos e continua indo em Direção de SUA Residência. À Medida Que o Ponto de Recepção FICA Mais longe do Ponto de Transmissão o Sinal vai Ficando fraco. Devido a ESTA Quantidade de Reflexões e intgerferências, o Sinal analógico FICA Cheio de fantasmas e Ruídos. Há Residências Onde o Sinal analógico NÃO É Bom, EO telespectador passa a Assistir A Televisão Assistir via parabólica, Imagem Que Tem Uma boa, mas, Uma antena externa de UHF podera resolver o Problema na Recepção da TV Aberta Digital. A Imagem se tornará Muito Melhor that um recebida cabelo satélite EO telespectador passa a ter como noticias de SUA Região.
    A antena de UHF externa Aplicação de E parágrafo LOCAIS de Sinal fraco e com MUITAS Interferências é Sua Instalação requer algumas Habilidades parágrafo Instala-la no Telhado. É Preciso also, utilizar hum bom cabo coaxial, com 70% de malha Para interligar a antena Ao televisor / conversor digital. Por Estes Motivos e conveniente Chamar hum bom antenista. ELE Conhece Onde estao As Torres das Emissoras, e Os Problemas de Recepção de SUA Região.



    Exemplo de Antena de UHF de Recepção Doméstica externa Cor preta OU branca, Ganho 11dB

    Em MUITAS Residências Onde Sinal analógico E Razoável, mas com fantasmas, basta Instalar uma antena interna de UHF, that o Sinal Sera Recebido com Qualidade.


    Exemplo de Uma antena interna de UHF. Sendo diretiva, reduz fantasma sem Sinal analógico e Facilita a Recepção do Sinal digital. Cor preta, Ganho 8 dB
    Mas, o Problema Maior sem Dúvida Está na antena coletiva, Onde NÃO Existe Regra de Instalação. QUANDO O Sistema analógico começou, existiam APENAS OS Canais de VHF (2 a 13) e portanto OS Fabricantes de Equipamentos para o Sistema coletivo passaram a fabricar Componentes e cabos parágrafo OS Canais 2 a 13 (VHF). ASSIM, centenas DE EDIFICIOS, principalmente NAS capitais dos Estados instalaram SEUS Sistemas Com Distribuição parágrafo OS CANAIS 2 a 13.

    entraram Passaram-se Alguns ano e Os Canais de UHF (a 69 14) em Operação e OS condomínios Que tinham Interesse em Receber Algum canal de UHF faziam Uma Adaptação convertendo o Sinal de UHF parágrafo hum de VHF Antes de DISTRIBUIR o Sinal parágrafo OS apartamentos , e Até Hoje em SUA maioria, OS Sistemas de antena coletiva distribuem OS Sinais parágrafo OS apartamentos APENAS parágrafo OS Canais 2 a 13 (VHF).
    This Solução de converter o Sinal de UHF parágrafo VHF, dada Pelos antenistas parágrafo OS condomínios NÃO permite Hoje, a Distribuição de para Apartamentos Os, dos Canais da TV Aberta digital. Cada Empresa de Instalação OU antenista escolhe hum canal de VHF livre, e Converte o canal de UHF Desejado cabelo condomínio PARA O VHF de Livre that this. Por Exemplo: imagine that in SUA Cidade Exista OS canasi analógicos 2, 4, 5, 7, 9, 11 e 13. estao libras OS CANAIS 3, 6, 8, 10 e 12, that PODEM Ser Usados ​​Pelos antenistas Para converter o canal de UHF Desejado cabelo condomínio.
    ASSIM, TEMOS Uma Situação Onde o síndico e Os condóminos, normalmente Leigos não ASSUNTO optam sempre cabelo Preço Mais Baixo. Raramente se Investe em hum Sistema de Maior Qualidade e Assistência Técnica adequada.
    Visando orientar o condomínio, na Troca OU Adaptação do Sistema, mostramos Abaixo algumas Informações Úteis Sobre a coletiva antena.
    Antena Coletiva
    Um Sistema de antena coletiva E constituido, contraditório POR Três um sabre:
    1.Captação.
    2.Processamento de Sinais.
    3.Distribuição.
    Vamos ENTÃO, descrever como consequencias da Implantação da TV Aberta parte em Cada digitais do Sistema de antena coletiva:
    1.Captação:
    1.A Captação E uma parte do Sistema constituido Pelas antenas. Em Cidades, Onde como torres de Transmissão estao INSTALADAS em LOCAIS Separados, E necessaria uma Instalação de Uma antena de VHF parágrafo Cada canal analógico, Fazendo Com que como Fábricas de antenas forneçam antenas mono canal Para facilitar a equalização do Sistema. No Caso da TV Aberta digital é Preciso Que OS condomínios iniciem O Processo de Substituição do Sistema analógico PARA O digital. Como Já Informado anteriormente, OS SINAIS da TV Aberta São Digital na Faixa de UHF, O Que implica na substituição de antenas de VHF Pela de UHF. Neste Caso APENAS Uma UO Duas antenas de UHF multicanal E Suficiente. E Importante Lembrar that Durante o Período de Transição, OS Canais analógicos de VHF AINDA estarão no ar, e deverão Ser mantidos Até Que Todos Os condóminos Já tenham substituído a Recepção analógica Pela digital. Os Sinais captados Pelas antenas São enviados parágrafo O Painel de Processamento de Sinais atraves de cabo coaxial apropriado parágrafo VHF e UHF, com cabelo Menos de 70% de malha.
    2.Processamento de Sinais.
    1.O Painel de Processamento de Sinal DEVE Ser instalado em Fechado local, Livre de Interferências e umidade. A casa do Elevador NAO E UM locais Indicado Pelo FATO de Ter Motores that geram Interferências.
    Painel 2.Neste, chegam OS cabos das antenas e aí, estao Misturadores OS, amplificadores e Filtros cuja Função E de Receber, COMBINAR, equalizar e amplificar OS SINAIS recebidos, Preparando-os de para a Distribuição. Para a execução Deste Trabalho é Preciso Que o técnico de Instalação tenha instrumento Adequado parágrafo Realizar uma Calibração e ajuste do Sistema. Os Sinais de TV processados ​​e equalizados São encaminhados à SAÍDA fazer Painel Onde estarão Prontos Para DISTRIBUIR o Sinal de VHF E UHF contendo OS Sinais analógicos e Digitais.
    3.Veja Abaixo uma foto de Um Painel de Processamento de Sinais Onde OS cabos das antenas passa cabelo MESMO duto da telefonia. A Instalação E MUITO ruim e each Instalador Faz A SUA Maneira. Nao criterios ha. NÃO DEIXE ISTO Acontecer em Seu condomínio.



    4.A apresentamos Seguir hum instalado Painel Melhor, com Mais Critério, e cuidado técnico. Onde OS dutos São Dedicados uma antena, sem misturar cabos de antena com Outros. Exija fazer Instalador este cuidado para quê Seu Sistema funcione de forma adequada, e Facilité uma Manutenção sem interferir em Outros Sistemas Como telefonia, TV a cabo, etc.




    O Sistema de Distribuição de Sinais
    1.O Sistema de Distribuição de Sinais de e constituido de cabo coaxial e de Tomadas INSTALADAS Nos apartamentos. Normalmente, a Distribuição de Sinais de antena coletiva e CATV em predios de apartamentos E Composto de Uma UO Mais prumadas Por onde Passam OS cabos (Linhas de Descida de Sinal), da qua se extrai Uma Fração do Sinal Para fornecer Ao Usuário. Os Componentes normalmente utilizados parágrafo Fazer ESTA Distribuição São como Tomadas blindadas e divisores. Aí ESTÁ O Grande Problema de Adaptação do Sistema de TV Analógica PARA O Sistema de TV digital. Na maioria dos Sistemas, o cabo coaxial instalado NAS prumadas foi fabricado parágrafo Passar Canais de 2 a 13 (VHF) e consequentemente como Tomadas de TV INSTALADAS Nos apartamentos also were fabricadas parágrafo Passar OS CANAIS 2 a 13 (VHF). Portanto, OS CANAIS 14 a 69 (UHF) bloqueados de São Paulo, Motivo Pelo Qual o Instalador Faz a Conversão de Alguns Canais UHF (14 a 69) analógicos parágrafo Canais VHF (2 a 13). Desta forma OS antenistas distribuem OS Canais de UHF Nos condomínios sem precisar trocar o Sistema de Distribuição. Para uma TV Aberta digitais, Sera Necessário Fazer com Que OS Canais 14 a 69 (UHF) cheguem Ate O apartamento Onde Está o receptor de TV Aberta digital. Portanto, parágrafo OS condomínios cujos cabos e Tomadas Não foram trocados parágrafo Receber o UHF Sera Necessário uma substituição de todo o Sistema de Distribuição. Pelos cabos e Tomadas substituídas deverão Passar OS Sinais de VHF (2 a 13) e UHF (14 a 69). Mais uma vez, E Importante Lembrar that Durante o Período de Transição, OS Canais de VHF AINDA estarão no ar, e deverão Ser mantidos Até Que Todos Os condóminos Já tenham substituído a Recepção analógica Pela digital.
    2.Veja Abaixo hum Ponto de Recepção de hum apartamento em andar Intermediário.


    Conclusão:

    Os Problemas de Recepção los Geral mexem diretamente com o telespectador, that in SUA grande maioria NÃO Vê nenhuma importancia na antena de UHF. Portanto, parágrafo OS condomínios Que pretendem ter uma TV Aberta digitais de Recepção Livre e gratuito incluído, e conveniente Estar CIENTE dos Problemas Results Display Resultados Acima, e Tomar Bastante cuidado na ESCOLHA fazer Instalador. LEMBRE-SE Que uma TV Aberta digitais LHE proporcionará hum Sinal de maravilhoso TV, alem de OUTRAS Oportunidades de Entretenimento e Informação com uma interatividade.
    • Má Qualidade - Principalmente de nas capitais, a grande maioria dos telespectadores asso o UHF com má Qualidade de Imagem, citando especificamente um Ocorrência Frequente fazer "chuvisco". Isto É Acontece Porque o telespectador Assiste o UHF com antena de VHF e cabo coaxial also parágrafo VHF.
    • Tecnologia - Poucas PESSOAS SABEM Que a Recepção em UHF Depende de antena especial, coaxial cabo Adequado e acreditam that Colocar uma antena E Difícil, demorado e caro. O Em Pesquisas realizadas, fica bem Visível that this E a dificuldade Básica do telespectador.

    Como Escolher o Seu conversor digital de

    Com a chegada da TV digital terrestre o telespectador Passou a ter o privilegio de Assistir a Transmissão Gratuita de TV com Qualidade de som e imagem em Alta Definição, sem QUALQUÉR fantasma OU chuvisco e tela não formato de cinema 16: 9.
    Para tanto terá uma Opção de Adquirir hum conversor digital (UO set top box) Capaz de Transformar o novo Sinal digitais em analógico, Conectando-se diretamente a Uma TV com entrada digital HD.
    Conversores OS possuem SAÍDA HDMI Compatível com OS televisores de LCD digital Plasma OU LED, mas TAMBÉM PODEM Ser Ligados Ao televisor tradicional de Tubo (CRT).
    Mas Como o telespectador DEVE Proceder parágrafo Escolher hum conversor Adequado Às SUAS Necessidades?

    Veja a Seguir algumas Dicas Para Uma ESCOLHA Consciente fazer Seu conversor digital:

    Primeiramente, Pontos DEVE Ser levado em Conta OS ABAIXO:
    1. VerificAR se ESTÁ Dentro da área de cobertura da TV digital (na SUA Cidade OU Região) e Quais São como Emissoras available;
    2. VerificAR se uma TV LCD, Plasma OU LED Atual Já TEM entrada digitais (Conexão HDMI) OU SE possui TV de Tubo, SOMENTE com entrada áudio e Vídeo OU Vídeo Componente;
    3. VerificAR se Existe Uma antena UHF adequada (de Preferência externa) e available parágrafo Ligar Ao conversor;
    Veja Outros Aspectos Relevantes Abaixo:

    1.1) VerificAR o lcal Onde Sera instalado o conversor (casa OU Prédio)

    A TV digital terrestre E Democrática, com Acesso Livre e grátis, Não havendo necessidade de Pagamentos de mensalidades, podendo o telespectador ter Acesso a Imagem de Qualidade em Alta Definição, tanto em SUA Residência térrea, Como em hum PRÉDIO COMERCIAL OU residencial.
    Nesse SENTIDO, O Primeiro Passo Antes de comprar hum conversor E saber se o local (Cidade OU Região) esta apto parágrafo Receber o Sinal digitais POR Meio de Uma antena UHF (de Preferência fazer externa tipo, that garantirá Melhor Captação do Sinal).
    Os telespectadores that moram em predios devem VerificAR se o Prédio Já possui antena externa UHF (coletiva), Capaz de DISTRIBUIR o Sinal Para Todos OS Andares. Caso Contrário CONTATE o síndico de Seu Edifício e Solicite Uma Reunião condominial parágrafo TRATAR da 'TV digital em Alta Definição Livre e gratuito incluído'.
    E bom Lembrar that, o conversor digital de must Ser Ligado individualmente em Cada televisor, conferindo Liberdade na Mudança dos Canais favoritos e Acesso AOS CONTEÚDOS com interatividade.

    1.2) Conversor Externo OU TV com Conversor Integrado

    Alguns APARELHOS Novos de TV LCD, LED OU Plasma Já acompanham o conversor interno OU Integrado.

    Mas, Caso o telespectador NÃO Queira Adquirir Um Novo Aparelho de Televisão OU Caso tenha adquirido Uma Televisão sem conversor Integrado recentemente also podera desfrutar de Uma Imagem de Qualidade digitais, precisando APENAS Adquirir hum conversor de TV externo digitais, pois terá um MESMA Qualidade de som e imagem Integrada de Uma TV.
    A ilustração Abaixo Ajuda a visualizar e demonstrar ESSA Situação:




    E Importante Levar em Conta Que o conversor externo PODE ter algumas Vantagens, pois Custa Menos Que Uma TV com conversor Integrado.
    Além Disso, em Alguns Casos e Capaz de Receber atualizações de software (Novos Conceitos de interatividade, Por Exemplo) e TAMBÉM PODE Ser encaminhado parágrafo Reparos de forma simples, Fácil e Independente, diferentemente dos APARELHOS de TV com Conversores Integrados de Maior * Tamanho.

    1.3 VerificAR o modelo do Aparelho televisor EO tipo de entrada de áudio e Vídeo (Composto Vídeo, componente de vídeo, UO nenhum formato HDMI digital)

    O telespectador also Precisa saber Que a nitidez da Imagem Será, proporcional a Resolução da TV SUA tela de (Quanto Maior para o Número de Linhas e Colunas Melhor Sera uma Definição e Qualidade de Imagem).
    ASSIM, parágrafo desfrutar, Por Exemplo, Definição de Uma Imagem em Alta (HD) E Necessário Que o televisor also esteja habilitado parágrafo Receber e exibir ESSA Imagem, Sendo Necessário also that o conversor externo esteja Ligado à Televisão por Meio de hum cabo HDMI ( Que Unifica em hum MESMO cabo o Sinal de áudio e vídeo digital).
    Ou SEJA, Para Assistir Uma Imagem em Alta Definição é Preciso Que o televisor esteja habilitado Para exibir a Resolução 1920 x 1080i (QUALIDADE FULL HD) e tenha interface HDMI parágrafo Conectar o conversor externo POR Meio de hum cabo HDMI.
    E bom Lembrar Que, MESMO em hum televisor tradicional de tubo, com entrada de Vídeo Composto OU Vídeo Componente, a Qualidade de Imagem e som proporcionada Pela TV digital terrestre E MUITO Melhor Que a Imagem dos filmes de DVD, Por Exemplo, Sendo desprovida de QUALQUÉR chuvisco OU fantasma, diferente da Recepção analógica normal.

    1.4) VerificAR se o segue o Padrão Brasileiro de TV Digital (ISDB-T) e conversor de Normas da ABNT, Consultando o local, de compra


    O telespectador DEVE Escolher Conversores de Boa Qualidade compatíveis com o Padrão SBTVD (Sistema Brasileiro de TV Digital), Que sigam a Norma ABNT e Que tenham o logotipo DTV Abaixo.

    Tal selo Garante Que A Empresa segue o Padrão Oficial de Qualidade do Sistema Brasileiro de Televisão Digital - ISDB-T.
    Veja Abaixo de ligação das Empresas that estampam o selo DTV em SEUS Conversores Externos e Dicas de Onde Comprar Conversores DTV com Qualidade e garantia:
    - Século do Brasil Ltda. ( Www.centurybr.com.br )
    - Elsys Equipamentos Eletrônicos Ltda
    ( www.elsys.com.br )
    - Semp Toshiba Amazonas S / A
    ( www.semptoshiba.com.br )
    - Telesystem Eletronic do Brasil Ind e Com.. Ltda ( www.telesystem-world.com )
    - Visiontec da Amazônia Ltda ( www.lojavisiontec.com.br )




    Como Escolher Seu Televisor


    O dia 2 de dezembro de 2007 representação hum marco na História das Telecomunicações los Geral, da Radiodifusão em especial um e da TV Aberta hum divisor de Águas. dados NESTA o Brasil Entrou Definitivamente na era da TV Digital, Livre, Aberta e Gratuita. NÃO E UMA simples Troca de Tecnologia, Trata-se de Uma Nova Mídia à disposição do Mercado.
    O modelo de Negócio da analógica TV, baseado na Mídia de Entretenimento, esgotou-se e deu lugar a Um Novo Modelo, Que mantém uma Característica de Entretenimento, mas Incorpora Uma Componente de Negócios on-line e em Tempo real. E Como se como Agências estivessem na palma da Mão dos Empreendedores, 24 horas por día, 365 dias POR ano.
    Mas Pará usufruir dessas Vantagens TEMOS that Assistir AOS Programas em Uma tela e Ouvir o Áudio NAS Caixas Acústicas. E bom Lembrar Que poderemos ter Até SEIS Caixas Acústicas Para compor hum som envolvente. A finalidade Desse texto E dar algumas Dicas para o Futuro telespectador Tomar uma decisão Certa na Hora de Escolher o Seu novo televisor Dentro da Melhor Relação custo benefício.
    1 - Onde o televisor vai instalado sor?
    Parece Uma pergunta óbvia, mas NÃO É. Os Atuais televisores de tubo Tem tela de, no Máximo, 29 polegadas1 (da Ordem de 47 centímetros de profundidade, formato de tela 4: 3, Largura de 59 centímetros e altura de 44 centímetros). ESSES APARELHOS representam dor de cabeça-Pará Arquitetos e Decoradores comporem Ambientes esteticamente harmoniosos.
    Para ver hum Imagem de Alta Definição Verdadeira (1920 pixels de na horizontal e 1080 pixels / Linhas de na vertical) o televisor Precisa Ter, No Mínimo, 42 polegadas de (da Ordem de 1,07m) de diagonal. ISSO equivale a Uma Largura de 93 centímetros e altura de 52 centímetros, PORQUE A E Largura / altura 16/9. CUIDADO! Como Dimensões reais do Aparelho São MAIORES that como Da tela e consideradas precisam SER. Onde vou Colocar Esse Aparelho?
    2 - A that distância devo Estar da tela?
    Essa pergunta NÃO vai ter Uma RESPOSTA Exata Porque ELA Depende das Caracteristicas do olho de quem de ESTÁ assistindo, mas o Módulo Técnico do Fórum SBTVD estudou o ASSUNTO e CONCLUI o Seguinte: se Z E o * Tamanho da diagonal do televisor em Polegadas e D a distância de Observação metros EM da Imagem, válidas São como seguintes fórmulas:
    - Para televisores 16: 9 - D = 0,0147 x Z e Pará televisores 4: 3 - D = 0,042 x Z.
    Como NEM PODEM todos Ficar perpendiculares ao Centro da tela, Precisa Ser considerado o Angulo de Visão do televisor. Quanto Maior Esse Angulo, Maior a possibilidade de posicionamento laterais Para Assistir Televisão sem Perda de Qualidade. Sendo ASSIM, E Necessário Que Antes de Adquirir hum televisor, o Consumidor avalie o ambiente Onde Será, instalado de forma a garantir Que o posicionamento dos telespectadores atenda Ao Angulo de Visão proporcionado cabelo televisor. ISSO DEVE Ser verificado no da Compra local.

    Como NEM PODEM todos Ficar perpendiculares ao Centro da tela, Precisa Ser considerado o Angulo de Visão do televisor. Quanto Maior Esse Angulo, Maior a possibilidade de posicionamento laterais Para Assistir Televisão sem Perda de Qualidade. Sendo ASSIM, E Necessário Que Antes de Adquirir hum televisor, o Consumidor avalie o ambiente Onde Será, instalado de forma a garantir Que o posicionamento dos telespectadores atenda Ao Angulo de Visão proporcionado cabelo televisor. ISSO DEVE Ser verificado no da Compra local.



    O Que Precisa Ficar Bem claro E that cessos Dados São de Referência, mas servem parágrafo inicial Uma Aproximação. Cada hum DEVE Escolher A Melhor distância para quê SEUS Olhos NÃO fiquem Cansados. Uma dica boa E a Seguinte: Não se PODE ver OS pixels da tela (se ISSO Acontecer E Porque o telespectador ESTÁ Muito Perto) e NEM ter dificuldades parágrafo perceber Detalhes finos, Como letras Pequenas, Por Exemplo (SE ISSO Acontecer E Porque o telespectador ESTÁ longe Muito).
    3 - Como eu ajusto Brilho, Contraste, Saturação (cor UO Cor) e núcleos (Tint, Hue, Matiz)?
    De Todos os televisores TEM cessos Quatro Controles. Brilho E a Luminosidade da tela; Contraste E a distância Entre OS níveis de branco e preto; Saturação E o ajuste parágrafo Colocar como núcleos Mais berrantes, Brilhantes; Cores e o ajuste that vai Colocar a Imagem Mais azulada UO Mais avermelhada. ESSES Parâmetros São Muito subjetivos e devem Ser ajustados SOMENTE Uma Vez, na Presença de Todos os Usuários. Para Iniciar E bom deixar todos enguias na posição central, mas Quanto Maior o brilho de hum televisor, Maior Sera uma Quantidade de luz emitida e Melhor Será, a Qualidade da Imagem, principalmente em Ambientes com Maior Iluminação.
    Uma boa dica PARA O Contraste E Colocar um Saturação em zero (núcleos SEM) e Escolher o Melhor valor sem that uma Imagem Fique ruidosa. Saturação em Excesso introduz Ruído NAS núcleos e DEVE Ser evitado. Matiz E Melhor deixar No Meio.
    4 - Como vou USAR uma interatividade?
    Esse recurso E, Dúvidas SEM, Uma das principais atrações da TV digital, livre, Aberta e gratuito incluído, mas Para Ser implementada Exige Recursos Pesados ​​das Emissoras that Já investiram Muito parágrafo Colocar OS Programas sem ar, SEM acréscimo de Receitas. Mas Antes de falarmos qualquer Serviço, vamos defini-lo de a Acordo com Uma Teoria das Comunicações. Interatividade E UMA Comunicação bidirecional, em linha, em Tempo Real, Entre Dois Agentes, Onde hum Deles e Um Banco de Dados.
    Claro Que o Pessoal de Marketing CRIOU, a Partir da Definição Teórica, MUITOS Tipos de interatividades, e Hoje QUALQUÉR DVD Que se Compra e Interativo, Dados Porque dez auxiliares em relaçao Ao Conteúdo Principal (filmes São Os Melhores Exemplos). Como Emissoras VAO also implantar Vários Tipos de interatividades, paulatinamente, de according com a Realidade do Mercado.
    Mas, O Que Precisa Fazer o telespectador? ELE NECESSITA COMBINAR Quatro Recursos:
    1) televisor,
    2) UHF Antena
    2) conversor digital (set-top box) e
    3) Meio de Conexão com a Emissora.
    O Coração da interatividade E o software Ginga (middleware Pará TV adotado digitais cabelo SBTVD - ver "Ginga") Desenvolvido pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), Que Precisa Estar instalado não digitais conversor UO não televisor. Varias Surgem opções, mas Uma Interessante e o PVR (Personal Video Recorder - ex: videocassete) Que permite gravar hum Programa enquanto Assiste a Outro. Uma boa application parágrafo ELE seria EUA-lo em Esportes. Se a Emissora transmite hum Jogo de futebol, e EUA o recurso da multi-Programação, Posso utilizá-lo parágrafo gravar gols OS, enquanto ASISTIR Ao Jogo normalmente; DEPOIS edito de according com o resultado


    O Meio de Conexão com a Emissora TAMBÉM TEM VARIAS alternatives. Escrever hum Texto para descrevê-las ficaria cansativo; ENTÃO o Fórum SBTVD preparou hum Formulário Que servirá de guia Para orientar o Usuário no ato da Compra; ELE ESTÁ sem fazer texto final. O Formulário fala em Conversores Digitais, Más vale tambem televisores parágrafo OS, comeu Porque Existe uma Opção fazer televisor ter o conversor Integrado. Sugerimos imprimir Esse Formulário (TALVEZ UMAs Três vias), ESTUDA-lo e lev-lo parágrafo A Loja não dia da Compra. SE Dúvidas figado, esclareça com Alguém de Confiança OU envie hum e-mail PARA O ATRAVES Fórum SBTVD fazer Formulário de Contato .
    5 - Como vou USAR o meu acervo?
    Esse e Um Ponto Importante na ESCOLHA fazer televisor, Porque vai Dizer se Posso ver como fotos da Minha Câmara digitais, um DVD especial etc. São como Conexões de Vídeo Nenhum ponto 4 do Formulário.
    6 - E PARA O áudio? Cuidados OS Quais?
    O Áudio sempre foi hum complicador Para uma TV, mas em algumas Situações de ele e Mais Importante do Que o video. Um Exemplo Dessa Situação parágrafo seria como PESSOAS Que seguem novelas normalmente. Se Em Algum Capítulo Intermediário o Vídeo sumir da tela, mas o Áudio Continuar, o telespectador vai entender normalmente o Conteúdo, mas o inverso Não se aplica.
    Sem TEM digitais Caso da TV hum complicador Pará como PESSOAS Que Já possuem Sistemas de Home Theaters instalados; OS Formatos De Audio São incompatíveis PARA O som Surround, OU 5.1 - parágrafo estéreo enguias São compatíveis. Mas a Nossa Indústria Já resolveu o Problema com hum conversor. Verifiquem como Conexões de Áudio do Formulário cited nenhum item de 4 Acima.
    7 - Algumas Perguntas mais Frequentes:
    7.1 - O Que É exatamente Alta Definição? (1280 × 720 pixels? 1366 × 768? 1920 × 1080?)

    Alta Definição Verdadeira E uma Full HD. E a Resolução Máxima Oferecida Aberta digitais Pela TV. Um formada por Imagem E 1920 pixels NA Maior Dimensão da tela (horizontal) e 1080 pixels de NA menor Dimensão (vertical). Textos nºs costumam aparecer 1920 pixels Horizontais e 1080 Linhas na Direção vertical; multiplicando Os Dois Números obtemos o Número total de de pixels da tela, SEJA OU, 1920 x 1080 = 2.073.000 pixels. A Representação Simplificada da Full HD E 1920 x 1080. QUALQUÉR valor diferente Desses NÃO E Full HD; PODE Ser TV digital, mas a Definição Será, inferior a de 1920 x 1080.
    7.2 - A Alta Definição Tem alguma Relação com o * Tamanho do televisor?
    Nao, mas para Ver Uma Imagem em Full HD o televisor DEVE ter, No Mínimo, 42 polegadas de diagonal De - 1.06m Approximatif.
    7.3 - Quais Aspectos São IMPORTANTES em hum televisor Para captar Imagens em Alta Definição?
    Para Receber Imagem em Alta Definição basta Sor 1920 x 1080, mas OS Outros Recursos (áudio, interatividade etc) estao descritos na Folha de cadastro Que compõe o texto.
    8 - Quais São como Diferenças Básicas Entre OS Formatos 4: 3 e 16: 9?
    ESSES Números representam a Relação Entre Largura e altura da tela. televisores OS Full HD São TODOS 16: 9 e os de tubo (that funcionam Hoje com uma analógica TV) São todos de 4: 3, mas há Estudos Para fabricar televisores de tubo full HD. O formato 16: 9 E Chamado de tela de cinema UO Widescreen.
    9 - O Ginga podera Ser instalado em QUALQUÉR tipo de conversor?
    ISSO vai Depender do tipo / modelo do televisor / conversor. O Formulário Que compõe o texto Deixa Isso Muito claro EO futuro comprador DEVE ter Muito cuidado na hora da Compra parágrafo NÃO Decidir Errado.
    10 - Quais São como principais Possibilidades de interatividade?
    Existem Vários Tipos de interatividade, mas A MAIS completa E Aquela Que permite Ao telespectador Interagir com o Programa na hora Que ELE ESTÁ Sendo exibido; hum bom Exemplo e Poder comprar Um produto Que Aparece na cena usando o Controle Remoto. Essa facilidade vai Ser implementada paulatinamente Pelas Redes de TV, Porque OS Investimentos São altos.
    11 - Quais São como Diferenças Básicas Entre OS APARELHOS de Plasma e LCD?
    Em TERMOS de Qualidade subjetiva (Feita sem Instrumentos) como Tecnologias São equivalentes. O Mercado internacional ESTÁ vendendo Mais LCD fazer that Plasma. A desvantagem princípio do Plasma E Que ELE PODE "Marcar a tela" com Alguma parte da Imagem Muito tempo parada no lugar MESMO - Quase todos os monitores dos Caixas dos Bancos apresentam ESSA Deficiência. No LCD a desvantagem chama-se "Pixels Mortos" (pixels de morte) que Faz Uma Linha (UO parte dela) Ficar com Uma cor constante. Uma Solução E, na hora da Compra, Colocar um MESMA Imagem Nós Dois Tipos e Escolher um that Melhor Agrade Ao compradora.

    Legenda:
    1. Por Influência dos Países tecnologicamente Mais adiantados, especificamos OS televisores Pelô * Tamanho da Dinamarca SUA diagonais Medida EM polegadas de. Uma polegada equivale a 2,54 cm.
    2. LCD e Plasma Já São Bem conhecidos de todos e estao à venda no Nosso Mercado. OLED (Organic Light-emittin Diodo / Dispositivo) E UMA Nova Tecnologia de exibe that AINDA NÃO Existe no Brasil, mas Já PODE Ser encontrada nenhuma com exterior Tamanhos de Até 14 polegadas de; ELA Já está nsa Celulares e rádios de Automóveis. Como reticencias São Pará ilustrar como Rápidas Mudanças de Tecnologias da Nossa era (Já existem Protótipos de exibe com nanotecnologia. E Como se each pixels fosse hum televisor de tubo OU CRT).




    Instalando uma coletiva antena

    Veja como Dicas de Especialista não ASSUNTO e | Evite | Erros
    Com a disseminação da TV digital em Todo o Território ea brasileiro oferta Cada Vez Maior de Equipamentos aptos Para captar o UHF Sinal, Cresce o Interesse de síndicos em Instalar Uma antena coletiva that distribua o Sinal Para Todos OS condóminos. EntreTanto, Alguns Cuidados devem Ser tomados Antes de Iniciar a Instalação.
    Confira Abaixo algumas Dicas Dadas POR Eduardo Bicudo, Especialista não ASSUNTO e Membro do Módulo de Promoção do Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (Fórum SBTVD).

    Principais Cuidados Que OS síndicos devem Tomar na Instalação da antena coletiva

    Para se Proteger, busque INFORMAÇÕES da Empresa that Prestara o Serviço. Outros Verifique Serviços prestados POR ELA; uma garantia Que ELA Dá when Houver uma necessidade de Manutenção; Solicite hum Projeto de Instalação e Documentação de Tudo O Que foi instalado; Antes de fechar o Negócio, Confira se o contrato de Prestação de Serviços ESTÁ claro, Objetivo e de according com O Que foi apalavrado. De Modo Geral, uma internet PODE Ser Uma boa Ferramenta para buscar MAIS INFORMAÇÕES da Empresa e sabre inclusive da Opinião de Outros Clientes atendidos POR ELA.
    Fora ISSO, tente conferir com o Instalador Onde Que ELE Fez curso de Instalação de antenas e adquirir Escolher OS that were orientados OU fizeram Curso em Industrias Especializadas.
    Sempre exija cabo coaxial (cabo Condutor Para uma Transmissão de Sinais) Que passe uma Frequência de UHF (Canais 14 a 69) e Que tenha Pelo Menos 70% de malha. Veja Imagem Abaixo:



    Riscos that síndicos e condóminos Sujeitos ficam sem Caso de Instalação inadequada

    Se o PRODUTO instalado NÃO FOR DE Boa Qualidade, em Menos de SEIS meses começam a aparecer OS Primeiros Problemas. O Mais Comum E that OS apartamentos Mais distantes do Ponto de Instalação da antena tenham dificuldades Para captar o UO Sinal Simplesmente NÃO tenham Acesso a ELE. Outra possibilidade E that uma antena mal Instalada COMECE a se movimentar em Virtude de ventos Mais Fortes, O Que causa uma alteração na Qualidade fazer Recebido Sinal e Distribuído.
    Para avaliar a Qualidade fazer Utilizado material, E aconselhável buscar a Opinião de Alguma pessoa Isenta e that POSSA dar um Melhor Orientação Possível. Sem Mais, um PODE auxiliar internet Novamente na Pesquisa dos Produtos utilizados e na busca de Opiniões de Consumidores Que Já fizeram USO Deles.

    Estrutura parágrafo Instalação

    Os cabos da Antena Coletiva Nao devem SER instalados Junto EAo Cabos de Energia, Interferências pois ISSO PODE Gerar NA Recepção tanto fazer analógico Sinal (VHF) Quanto fazer digitais (UHF). O MESMO vale parágrafo a casa de Máquinas dos elevadores, pois OS Motores geram Ruídos that also PODEM causar Ruídos na recebida Imagem.

    Benefícios da Instalação coletiva da antena

    O Maior Benefício Dessa Instalação E uma Melhor Qualidade de som e imagem propiciada Pela TV digital, Além do Acesso a interatividade não Caso dos condóminos that Já possuem televisores com o Ginga embarcado (identificado cabelo logotipo DTVi). A Instalação NÃO causa prejuízos àqueles that AINDA NÃO adquiriram OS televisores Mais Recentes - com a Tecnologia Já Integrada - pois uma antena Distribui Os Dois Sinais: analógico e digital.
    No Caso de Nao Querer Adquirir Outro EQUIPAMENTO, o condomino TEM uma Opção de comprar hum set-top box (conversor) Para Ser acoplado Ao televisor Antigo, O Que LHE permitirá Assistir Todo o Conteúdo em Alta Definição disponibilizado Pelas Emissoras Abertas fazê país.



    TV Digital Sem Seu Prédio

    Um Sistema de antena coletiva E constituido POR Três contraditório, um sabre:
    1. Captação;
    2. Processamento de Sinais;
    3. Distribuição.
    Descrevemos a Seguir como consequencias da Implantação da TV digital em Cada parte do Sistema de antena coletiva:
    1. Captação:
    A Captação E uma parte do Sistema constituido Pelas antenas. Em Cidades Como São Paulo, Onde como torres de Transmissão estao INSTALADAS em LOCAIS Separados, E necessaria uma Instalação de Uma antena parágrafo Cada canal, Fazendo Com que como Fábricas forneçam antenas mono canal Para facilitar a equalização do Sistema. Em São Paulo TEMOS sete Canais analógicos de VHF e Mais de dez Canais analógicos de UHF. No Caso da TV digital, é Preciso Que OS condomínios iniciem O Processo de Substituição do Sistema analógico PARA O digital.
    Como Já Informado anteriormente, OS SINAIS Serao digitais da TV na Faixa de UHF, O Que implica na substituição de antenas de VHF Pela de UHF. E Importante Lembrar that Durante o Período de Transição, OS Canais de VHF AINDA estarão no ar, e deverão Ser mantidos Até Que Todos Os condóminos Já tenham substituído a Recepção analógica Pela digital. Os Sinais captados Pelas antenas São enviados parágrafo O Painel de Processamento de Sinais POR Meio de cabo apropriado coaxial.
    2. Processamento de Sinais:
    O Painel de Processamento de Sinais DEVE Ser instalado em Fechado local, Livre de Interferências e umidade. A casa do Elevador NAO E UM locais Indicado Pelo FATO de Ter Motores that geram Interferências.
    Nesse Painel chegam OS cabos das antenas. E ai que estao Misturadores OS, amplificadores e Filtros cuja Função E de Receber, COMBINAR, equalizar e amplificar OS Sinais recebidos, Preparando-os para á Distribuição. Para a execução Deste Trabalho é Preciso Que o técnico de Instalação tenha instrumento Adequado parágrafo Realizar uma Calibração e ajuste do Sistema. Com a TV digital entrada da, e conveniente Que seja instalado hum Painel de Processamento de Sinal em paralelo com o Painel do Sistema analógico.
    Conforme relatado Acima, E Importante Lembrar Que, Durante o Período de Transição, OS Canais de VHF AINDA estarão no ar, e deverão Ser mantidos Até Que Todos Os condóminos Já tenham substituído a Recepção analógica Pela digital. Os Sinais de TV processados ​​e equalizados São encaminhados à SAÍDA Desses Dois Painéis (analógico e digital) Que devem Ser acopladas Para Serem Distribuídos através de Sistema de Distribuição com cabo coaxial.
    3. O Sistema de Distribuição de Sinais:
    O Sistema de Distribuição de Sinais de e constituido de cabo coaxial e de Tomadas INSTALADAS Nos apartamentos.
    Normalmente, a Distribuição de Sinais de antena coletiva e CATV em predios de apartamentos E Composto de Uma UO Mais prumadas Por onde Passam OS cabos (Linhas de Descida de Sinal), da qua se extrai Uma Fração do Sinal Para fornecer Ao Usuário. Os Componentes normalmente utilizados parágrafo Fazer ESTA Distribuição São como Tomadas blindadas e divisores. Aí estao Os Grandes Problemas de Adaptação do Sistema de TV analógicos PARA O Sistema de TV digital.
    Na maioria dos Sistemas, o cabo coaxial instalado NAS prumadas foi fabricado parágrafo Passar Sinais de VHF (Canais 2 a 13) e consequentemente como Tomadas de TV INSTALADAS Nos apartamentos also were fabricadas parágrafo Passar OS Canais de VHF (Canais 2 a 13). Portanto, OS Canais de UHF (14 a 69) bloqueados de São Paulo, Motivo Pelo Qual o Instalador Faz a Conversão dos Canais UHF (14 a 69) analógicos parágrafo Canais VHF (2 a 13.
    Dessa forma, OS antenistas distribuem OS Canais de UHF Nos condomínios SEM precisar trocar o Sistema de Distribuição. Com a TV digital, Sera Necessário Fazer o canal de UHF (14 a 69) Chegar Ate O apartamento Onde Está o digital de receptor de TV. Portanto, parágrafo OS condomínios cujos cabos e Tomadas Não foram trocados parágrafo Receber o UHF Sera Necessário uma substituição de todo o Sistema de Distribuição. Pelos cabos e Tomadas substituídas deverão Passar OS Sinais de VHF (2 a 13) e UHF (14 a 69. E Importante Lembrar, Mais uma Vez, Durante that o Período de Transição OS Canais de VHF AINDA estarão no ar, e deverão Ser mantidos Até Que Todos Os condóminos Já tenham substituído a Recepção analógica Pela digitais

    OS Maiores Cinco Erros na Hora de comprar e Instalar uma antena externa

    Antes de discutirmos OS Problemas de Instalação da antena, é Preciso Lembrar Que existem modelos de VHF parágrafo OS CANAIS 2 a 13 e de UHF parágrafo OS CANAIS 14 a 69, e Que OS Canais Digitais operam Ate O momento na Faixa de UHF. Portanto, como antenas utilizadas parágrafo Recepção da TV digital Aberta São quanto de UHF.
    Hoje o Mercado trabalha com modelos Divididos em Dois grupos, Sendo interessante destacar that they also servem parágrafo a Recepção fazer analógico Sinal. São ELES:
    • Antena interna: EM GERAL, SUA CAPACIDADE de Captação fazer Sinal E inferior Ao da antena externa, porem Seu Uso e Mais Prático. E aconselhável parágrafo Lugares Mais Próximos dos Pontos de Transmissão, em especial áreas altas OU Andares altos não Caso de predios.
    O ideal E Que ELA SEJA testada em varios Locais do cômodo em Que ESTÁ televisão, pois E Comum a Captação do Sinal Ser boa em hum Ponto e Ser má OU inexistente em Outro.
    Assim Como um externa antena, also Precisa Ser de UHF.
    • Antena externa: Utilizada geralmente em LOCAIS Mais afastados das torres de Transmissão e EM ÁREAS Baixas UO Andares Baixos de predios, apresenta Melhor Recepção do Sinal; EntreTanto SUA Instalação tende a Ser Mais complicada.
    Quanto Mais distante do Ponto de Transmissão, a Maior ELA DEVE Ser; Quanto Mais Próximo do Ponto de Transmissão ELA PODE Ser menor.
    OS MAIORES Cinco Erros Que o telespectador costuma cometer Ao comprar Uma antena externa:

    1. Escolher o modelo Errado

    E Comum o Consumidor Adquirir uma antena externa de according com a indicação do balconista da Loja. Porem, MUITAS vezes ELE NÃO conhece o lugar em Que o comprador mora, e podera Indicar modelos Que Não Se adaptem Às SUAS reais Necessidades. Portanto, os antes de Investir num modelo, E aconselhável Fazer Uma Análise Geral, de forma a conhecer PROCURAR Possíveis Problemas e Os Melhores Pontos de Recepção de Sua Casa.
    No Caso do telespectador Escolher Uma antena externa that NÃO SEJA um parágrafo adequada como Caracteristicas do de Instalação local, o Sinal podera Chegar com Ruídos. A Imagem podera apresentar Pequenos QUADRADOS EO Áudio Ficara indo e Voltando constantemente. Em Situações Como ESSA, Sugere-se a Troca da modelo antena POR Outro.
    Caso ISSO aconteça com uma interna antena, o Problema PODE Ser resolvido com uma Instalação de Uma antena externa parágrafo melhorar a Recepção do Sinal.
    Veja Abaixo algumas Dicas:
    1. Converse com hum antenista Sobre a antena Mais indicada para á Residência SUA.
    2. Verifique com SEUS Vizinhos Qual a antena that they Usam e rápido Qual o resultado.
    3. Como torres de Transmissão emitem SEUS Sinais cabelo Espaço Livre. Até o Sinal Chegar A SUA antena, ELE SOFRE um Interferências de Alguns Obstáculos. Por ISSO, analise a Situação de Seu Ponto de Recepção.
      1. Se Você está em Perto OU longe da (s) torre (s) de TV;
      2. Se em qualquer local, Que você mora há dificuldade de Recepção POR obstruções existentes Entre uma torre de Transmissão ea Sua Casa;
      3. Se o Onde você mora FICA num Ponto alto OU Baixo local.
    4. Entre modelos Similares, ESCOLHA Uma antena Que tenha Menos Parafusos de Fixação, pois ELES oxidam os antes do Alumínio EO Sinal comeca a Ficar ruim. Com ISSO rápido Você PODE Perder o PRODUTO.

    2. Escolher a cara antena Mais

    Hoje existem MUITAS antenas caras Que São amplificadas. Estas antenas nao tem diretividade Para Ajudar na Redução dos Sinais refletidos e Aumentar o Sinal Útil de Aproveitamento. Na antena amplificada, o Ruído do Ambiente also E amplificado reduzindo a Qualidade do Sinal. A antena DEVE Ser robusta e ter cabelo Menos sete Elementos, Ajuda pois na diretividade fazer Sinal Recebido um ser, refletidos reduzindo Sinais.

    3. Instalar um sem antena Pesquisar um Localização Melhor

    A Instalação da antena no Telhado NÃO PODE Ser Feita em QUALQUÉR Ponto. É Preciso Fazer a Prospecção do Sinal, Que consiste do em mover-se Sobre o Telhado com uma antena e achar O melhor Pará locais Fixa-la. A antena DEVE Ser apontada Pará uma Direção da Torre de Transmissão de TV e, Quando Encontrado o Sinal, girada Até Encontrar-se a Direção that provar Imagem stable. Uma Segunda pessoa TEM de Ficar olhando no televisor Para orientar Quem ESTÁ no Telhado Quanto Ao Melhor Ponto. Esse Trabalho PODE Ser Perigoso e DEVE Ser Feito com Muito cuidado, de Preferência POR Alguém com Experiência Nesse tipo de Atividade.
    LEMBRE-SE Que São Vários Canais um Serem analisados ​​e Que Nem sempre todos enguias estarão Disponíveis, pois em algumas Cidades Cada Emissora TEM SUA torre Instalada em diferente local.
    Há Casos em Que Será necessaria uma Instalação de Duas antenas parágrafo Receber de Todos os Canais. Existem Componentes PROPRIOS Pará Instalar Duas UO Mais antenas e Descer Ate O televisor com APENAS UM cabo coaxial.

    4. Fixar a antena no Telhado sem Uso de material de Adequado

    Lojas Que vendem antenas also comercializam OS ACESSÓRIOS Para a Instalação, Tais Como mastro, estais, Suporte de Telhado, fixadores de Telhado, etc. E Importante o Uso de Adequado material, pois Uma Vez instalado, um SOFRE Todas antena como intempéries, that Sendo APENAS UM vento Mais forte podera derrubá-lo, Quebrando Telhas e Gerando prejuízos that poderão afetar ao Consumidor e, possivelmente, also Ao Seu Vizinho.

    5. USAR cabo coaxial inadequado

    A ESCOLHA do Cabo coaxial E fundamentais Para garantir uma boa Qualidade de Imagem. ELE E construido com um Fio POR envolvido centro de hum de material isolante e Uma malha Trancada that servir Para Evitar Que Interferências externas prejudiquem o Sinal. ASSIM, Que É fundamentais na ESCOLHA do Cabo coaxial o Consumidor Procuradoria Aquele que:
    1. Tenha Pelo Menos 70% de malha. Mas tenha cuidado, pois o balconista podera Querer vender o Mais barato, Que Tem Menos de 50% de malha.
    2. Dê Preferência uma cabos coaxiais Pará TV UHF, that permitirá a Passagem dos Canais analógicos e Digitais Abertos e UHF e VHF also de. Por Outro Lado, Caso SEJA adquirido hum cabo coaxial parágrafo VHF, ELE NÃO permitirá a Passagem dos Sinais em UHF.
    Atualmente Os Dois modelos de cabos Mais utilizados São o RGC-59 EO RG-6. Não São dificeis de Serem encontrados e, EM GERAL, QUANDO com Mais de 70% de malha, garantem a Recepção do Sinal sem Ruídos e com Melhor Qualidade de Imagem.


    Perguntas e Respostas Frequentes




    O Que É Ginga?

    Ginga e O middleware de especificação Aberta adotado pelo Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre (SBTVD) e que sera instalado EM Conversores (set-top boxes) e EM televisores. E UMA Intermediária Camada de software, Entre o Sistema Operacional e como applications. ELE Duas dez funcoes principais: Uma E tornar como Aplicações Independentes do Sistema Operacional da Plataforma de utilizados hardware. A Outra E oferecer hum Melhor Suporte ao Desenvolvimento de Aplicações. Ou SEJA, o Ginga SERA O Responsável POR Dar Suporte à interatividade.

    Exemplo de tela Ginga



    Em OUTRAS Palavras, um middleware parágrafo Aplicações de TV digital consiste do de Máquinas de Execução das Linguagens oferecidas e Bibliotecas de funcoes, Que permitem o Desenvolvimento Rápido e Fácil de Aplicações Interativas Pará TV digital. Essas Aplicações possibilitar VAO, Por Exemplo, Acesso à internet, Operações Bancárias, envio de Mensagens PARA O canal de TV ao qua se ESTÁ assistindo, Entre Outros.
    O Ginga E constituido Por Um Conjunto de Tecnologias Padronizadas e Inovações Brasileiras Que o tornam uma especificação de middleware Mais Avançada do Mundo atualmente ea Melhor Solução parágrafo OS Requisitos do país. O Ginga E o resultado de Vários ano de Pesquisas realizadas Pela Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio) e Pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB).
    O Sistema E subdividido em Três subsistemas principais interligados (Ginga-CC, Ginga-NCL e Ginga-J), Que permitem o Desenvolvimento de Aplicações seguindo Dois paradigmas de Programação Diferentes. Dependendo das Funcionalidades requeridas não Cada Aplicação Projeto de, um paradigma Sera Mais Adequado fazer that O Outro.
    Ginga-CC
    O Ginga-CC (Ginga Common Core) oferece o Suporte básico parágrafo OS Ambientes declarativos (Ginga-NCL) e procedural (Ginga-J), de Maneira Que SUAS principais funcoes Sejam parágrafo TRATAR da exibição de Vários Objetos de Mídia, Como JPEG , Formatos MPEG-4, MP3, GIF, Entre Outros. O Ginga-CC fornece also o Controle do plano Gráfico PARA O modelo Especificado PARA O ISDB-TB e ControlA o Acesso ao Canal de Retorno, módulo Responsável POR Controlar o Acesso à Camada de Rede.
    Ginga-NCL
    O Ginga-NCL foi Desenvolvido pela PUC-Rio com o Objetivo de prover Uma infra-estrutura de Apresentação parágrafo applications declarativas Escritas na linguagem NCL (Nested Context Language), Que É Uma Aplicação XML com facilidades Pará uma especificação de Aspectos de interatividade, sincronismo Espaço-temporal Entre Objetos de Mídia, adaptabilidade, Suporte de Múltiplos Dispositivos e Suporte À Produção Ao vivo de Programas Interativos Não-lineares.
    Para facilitar o Desenvolvimento de Aplicações Ginga-NCL, a PUC-Rio CRIOU tambem uma Ferramenta Composer, um ambiente de autoria voltado parágrafo a Criação de Programas NCL Pará TV interativa digital. Nessa Ferramenta, como abstrações São definidas em Diversos Tipos de visões Que permitem simular hum tipo Específico de edição (Estrutural, temporais, disposição e textual). Essas visões funcionam de Maneira sincronizada, um Fim de oferecer hum ambiente integrado de autoria.
    Ginga-J
    O Ginga-J foi Desenvolvido pela UFPB Para prover Uma infra-estrutura de Execução de Aplicações baseadas nd linguagem Java, com facilidades especificamente voltadas PARA O ambiente de TV digital.
    Dessa Maneira, PODE-SE AFIRMAR Que o Ginga E UMA Tecnologia Que Leva Ao Cidadão Todos Os Meios para quê de ele obtenha Acesso à Informação, Educação a Distância e Serviços Sociais, utilizando APENAS SUA TV. O Ginga E UMA especificação Aberta, de Fácil aprendizagem e Livre de royalties, possibilitando Que QUALQUÉR programador produza Conteúdo Interativo, impulsionando à Programação de TVs Comunitárias, Por Exemplo. Com o Desenvolvimento do Ginga, o Brasil se Tornou O Primeiro País a oferecer hum Conjunto de Soluções de software em digitais Livre para TV.
    Para ter MAIS INFORMAÇÕES Sobre o Ginga, o local visite www.ginga.org.br OU ENTÃO o local da Comunidade Ginga.

    Entenda a Interatividade DTVi

    A TV Digital Aberta TEM ágora Mais uma novidade: o recurso da interatividade!
    Com Esse recurso Sera Possível ver Informações detalhadas fazer Seu favorito Programa, Perguntas de resposta, conhecer Melhor Produtos e Serviços Que rápido Você deseja comprar e ter Acesso a INFORMAÇÕES Sobre Serviços de Governo e de Utilidade Pública.

    Para explicar Melhor Como funciona Esse novo recurso e Como utilizá-lo, organizamos hum Conjunto de Perguntas e Respostas.
    1. Como a interatividade E Possível na TV Digital?
    2. O Que muda cabelo Fato de eu Estar assistindo hum Programa na TV com interatividade DTVi?
    3. Como OS aplicativos DTVi São Transmitidos e PODEM Ser Usados?
    4. Já existem aplicativos Interativos Sendo transmitidos Pelas Emissoras?
    5. Eu Preciso utilizar Uma Pagar parágrafo interatividade na TV Digital?
    6. QUANDO eu carrego hum aplicativo Interativo nenhum receptor meu eu deixo de ver um Programação (vídeo e som) Que ESTÁ Sendo transmitida Pela Emissora?
    7. Como Consigo me COMUNICAR Para enviar Uma information utilizando hum aplicativo DTVi? Esse recurso de e grátis?
    8. O Que É Necessário comprar para Usar uma interatividade DTVi?
    9. Eu Posso desativar o símbolo de interatividade no receptor meu de TV?
    10. Receptores de TV Digital Que possuem o recurso DTVi
    11. software Empresas Que desenvolvem DTVi

    01. Como a interatividade E Possível na TV Digital?

    A interatividade Acontece devido a existencia de middleware um (Camada Intermediária de software that VEM Integrado em Alguns modelos de Equipamentos de Recepção de Sinal de TV Digital) Chamado Ginga.
    O Ginga E UMA especificação de software Aberta (open source) Que foi CRIADO POR Instituições de Pesquisas Brasileiras e MET algumas versões Comerciais desenvolvidas POR empresas de software Associadas Ao Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre.
    He permite Que OS aplicativos transmitidos Pelas Emissoras Sejam executados em Equipamentos de Diferentes modelos e Fabricantes.
    O middleware Ginga Faz parte do Conjunto de Normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) Que norteiam a Digital Brasileira TV (Norma ABNT NBR 15606).
    Os Equipamentos Que possuem Esse recurso não Mercado São identificados cabelo selo DTVi, Que Garante a Compatibilidade com como Normas Técnicas aprovadas.

    02. O Que muda cabelo Fato de eu Estar assistindo hum Programa na TV com interatividade DTVi?

    MUITOS Recursos PODEM Ser disponibilizados Pela TV Interativa. Rápido Você PODE, Por Exemplo, buscar hum Resumo do Capítulo Uma novela that rápido Você Perdeu Ou de responder de Perguntas (Questionário) Personagens Sobre os ea trama parágrafo Testar OS SEUS Conhecimentos.
    PODE TAMBÉM Consultar INFORMAÇÕES Estatísticas (número de faltas, tempo de posse da bola etc) Durante hum Jogo de futebol, VerificAR como Últimas Notícias, Indicadores Econômicos ea Previsão do Tempo.
    Serviços de Utilidade Pública e de Governo voltados Pará Educação, Segurança e Saúde poderão also Ser disponibilizados Pela Televisão.
    Com a Evolução dos Equipamentos DTVi Sera possivel sem futuro utilizar o canal de interatividade (UO canal de retorno), Que permitirá uma Participar de votações em reality shows OU MESMO Até compras de Produtos e Serviços Que estao Sendo anunciados utilizando o Controle Remoto.

    03. Como OS aplicativos DTVi São Transmitidos e PODEM Ser Usados?

    Os aplicativos Interativos São geralmente transmitidos sem MESMO Sinal Onde estao a Imagem EO som Que chegam nsa Receptores de TVs.
    Se uma pessoa figado hum receptor DTVi, Toda vez Que Uma Emissora transmitir Uma interatividade, ESTA Será, sinalizada no canto da tela.
    Para utilizar o aplicativo that ESTÁ Disponível, DEVE-SE pressionar o Botão UO o Botão Vermelho fazer Remoto Controle.
    O recurso da interatividade Utilizado na TV Digital Aberta AINDA NÃO ESTÁ Disponível Nos Serviços oferecidos POR Operadoras de cabo OU satélite, MESMO como that possuem HDTV (Definição Alta).
    No os Geral aplicativos São autoexplicativos EO Seu Uso e Feito Pelo Controle Remoto utilizando-se OS BOTÕES de setas Ou de Números. O Botão <Sair> ou <Sair> PODE Ser usadopara encerrar a execução dos aplicativos that NÃO tiveremuma Opção de SAÍDA Já exibida na tela.

    04. Já existem aplicativos Interativos Sendo transmitidos Pelas Emissoras?

    Sim. Algumas Emissoras Já estao transmitindo regulamente CONTEÚDOS Interativos DTVi em Suas programações.
    Existem also Anunciantes do Mercado Publicitário e empresas de software that estao Desenvolvendo aplicativos Para utilizar Esse novo recurso Junto com como Emissoras.

    05. Eu Preciso Pagar Para utilizar Uma interatividade na TV Digital?

    No os Geral aplicativos DTVis Não São pagos e como PESSOAS VAO Poder recebê-los em SUAS casas de forma Aberta e gratuito incluído.
    Caso Exista Algum aplicativo Onde o Aceso AOS CONTEÚDOS Interativos Sejam cobrados, o telespectador must Ser comunicado cabelo PRESTADOR DO SERVIÇO Sobre a Incidência da cobrança.

    06. QUANDO eu carrego hum aplicativo Interativo nenhum receptor meu eu deixo de ver um Programação (vídeo e som) Que ESTÁ Sendo transmitida Pela Emissora?

    Nos aplicativos DTVi transmitidos Pelas Emissoras ISSO NÃO acontecerá.
    A interatividade Funciona Como hum complemento da Programação Que ESTÁ Sendo transmitida EO Que ESTÁ Sendo Utilizado na Maior parte dos aplicativos São Funcionalidades Que fazem o redimensionamento fazer * Tamanho da tela (redimensionar) OU aplicam Transparências, de forma a sempre Manter o Conteúdo da Programação Visível a momento QUALQUÉR.

    07. Como Consigo me COMUNICAR Para enviar Uma information utilizando hum aplicativo DTVi? Esse recurso de e grátis?

    A Comunicação ocorre Pelo Canal de Retorno (UO de Canal de Interatividade), enviarmos that possibilità UO recebermos INFORMAÇÕES Pela internet (utilizando Pará ISSO OS Serviços de Uma Empresa de Telecomunicações).

    Exemplo de Ilustração do Canal de Retorno / Interatividade.

    Por Serviços Envolver de empresas de Telecomunicações, um recurso utilização Desse, nenhum Geral, Não E gratuito incluído.
    Alguns Equipamentos DTVis Que estao no Mercado possuem Pelo Menos Uma entrada Ethernet e USB Uma, Onde poderão Ser Acoplados Dispositivos parágrafo Esse tipo de Comunicação.

    08. O Que É Necessário comprar para Usar uma interatividade DTVi?

    09. Eu Posso desativar o símbolo de interatividade no receptor meu de TV?


    O aparecimento do símbolo de interatividade ocorrerá sempre Que hum aplicativo para transmitido Por uma Emissora.
    A Opção de desativar ESSA Mensagem PODE Estar Prevista em Alguns modelos de Receptores.
    O Consumidor must Consultar o Manual do Seu PRODUTO OU contatar o Fabricante parágrafo MAIORES INFORMAÇÕES.
    LEMBRE-SE: Apenas o selo DTVi Garante a Compatibilidade fazer EQUIPAMENTO com o Padrão de middleware do Sistema Brasileiro de TV Digital.

    10. Receptores de TV Digital Que possuem o recurso DTVi


    11. Empresas software that desenvolvem DTVi


    Visite a Loja do E-SHOP SATÉLITE:


    Loja Virtual E-SHOP SATÉLITE:  http://www.eshopsatelite.com.br/

    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...